matue
O rapper cearense Matuê (FOTO: Reprodução)

Há alguns dias, o rapper Matuê faturou mais de R$ 250 mil em apenas 30 minutos após lançar sua loja. Pois bem, na última quinta-feira (19), o músico fez uma live em seu Instagram e afirmou que não dá os créditos em seus trabalhos pois ele paga muito bem as pessoas para ter que fazer isso.

Obviamente, o rapper foi muito criticado na web, com isso, ele decidiu fazer outra live nesta sexta-feira (20), explicando seu ponto de vista.

Precisa listar quem é o produtor, os compositores da musica, até mesmo para conseguir upar no Spotify e eu acredito muito nessa fita. Eu passo por isso para colocar meu trabalho na pista. Agora, uma coisa que não pode ser confundida é a questão da divulgação” começou Matuê.

VEJA TAMBÉM: Mano Brown pede boicote à mercado após homem negro ser espancado até a morte

Se for buscar no Spotify, ver a tag dos créditos, vai ver que tem lá o nome do cara que produziu, se pegar o meu vinil vai ver também a lista técnica da rapazeada que tava no projeto. Agora, você achar que isso tem alguma coisa a ver de ficar marcando ou promovendo o trabalho dela… São duas coisas diferentes, principalmente quando você pagou por isso corretamente, trabalhou em acordo com outra pessoa… Isso é uma visão que eu quero deixar para a rapazeada que está começando agora, tanto o lado do artista, quanto os dos produtores… vocês tem que saber quais são os direitos. Pra você não ser cobrado o que não pode ser cobrado, e nem cobrar os outros o que não pode cobrar. Essa era a visão que eu queria deixar”, disse o rapper.

Se eu fosse divulgar todo mundo que tem alguma coisa a ver comigo, eu ia ter que marcar toda vida o mano que faz meus dreads, minha corrente, a marca que fez a minha camisa, a da cadeira, o mano que montou o estúdio, e o caralho a quatro. Uma coisa não é igual a outra, são coisas diferentes”, explicou.

Queremos trazer a visão para esses novos artistas, eles estando dentro da nossa produtora ou não, tendo conexão financeira ou não, simplesmente porque a cena por um todo, se profissionalizando, eu acabo ganhando com isso. A profissionalização da cena aumenta a barra de quanto a gente pode receber por um show, barganhar em uma gravadora… e é isso que temos que construir, que temos que buscar” finalizou Matuê. Você pode conferir o vídeo abaixo publicado pelo Rap Mais.