Após polêmica, The Weeknd não irá se apresentar no Grammy 2021

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O presidente da The Recording Academy, Harvey Mason Jr. confirmou não ter convidado The Weeknd para se apresentar no 63º Grammy Awards Anual após o controverso desentendimento.

“Não que eu saiba”, disse o produtor de 52 anos – que assumiu o cargo de CEO a 16 de Janeiro de 2020 – à Variety na quarta-feira.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Depois de não receber indicações pelo seu álbum After Hours, o cantor canadense de 30 anos chamou o Grammy de “corrupto”: ‘Vocês devem transparência a mim, aos meus fãs e a indústria”.

(Foto: Reprodução)

VEJA MAIS: Kim Kardashian decidiu se separar de Kanye West após candidatura à presidência

A equipe do The Weeknd suspeita que o desentendimento está relacionado com o artista estar escalado para estrelar Halftime Show do Pepsi Super Bowl LV, que é transmitido no dia 7 de Fevereiro na CBS.

“A votação em todas as categorias terminou muito antes do anúncio do espetáculo do The Weeknd no Super Bowl”, esclareceu Mason à Rolling Stone no dia 24 de Novembro.

Portanto, de modo algum poderia ter afetado o processo de nomeação. Todos os nomeados para o Grammy são reconhecidos pelo órgão de votação pela sua excelência, e felicitamos a todos’.

Vale lembrar que Harvey nunca ganhou um Grammy, apesar de ter escrito e produzido canções para Aretha Franklin, Michael Jackson, Justin Timberlake, e Britney Spears.

O presidente ainda disse que a resposta à pandemia adiando data do Grammy de 31 de Janeiro para 14 de Março “tem sido muito favorável e positiva”, apesar de ser o mesmo dia que o 27º SAG Awards. “Estamos extremamente desapontados ao saber da data conflituosa”, disse a SAG-AFTRA numa declaração de terça-feira para o prazo limite.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio