gusttavo lima
O cantor mineiro Gusttavo Lima (FOTO: Reprodução)

O astro sertanejo Gusttavo Lima e outros cantores, como Matheus (da dupla com Kauan) participarão de uma reunião para criarem um aplicativo de que permitirá que eles exibam suas lives sem depender de plataformas virtuais, como o YouTube.

Gusttavo foi um dos raros cantores a faturarem altos valores com suas duas lives realizadas até agora. O colunista Leo Dias revela que cada um dos quatro patrocinadores da última edição do “Buteco em Casa” do cantor desembolsou cerca de 300 mil reais, o que significa que o músico teria faturado 1,2 milhão com a transmissão. Porém na semana anterior, o Youtube passou a estipular regras comerciais impedindo que os artistas faturem com suas transmissões.

VEJA TAMBÉM: Pabllo Vittar cai no palco e tem atitude surpreendente; veja vídeo!

Essa onda inovadora com artistas criando aplicativos independentes já está em curso nos Estados Unidos. Os norte-americanos não admitem ficar dependentes do oligopólio das empresas para faturarem. Por lá, a indústria musical já considera o ano perdido, planejando que não será mais possível realizar grandes eventos e shows neste ano. Badalados festivais como Coachella e EDC (música eletrônica), que teriam sido somente adiados, muito provavelmente deverão ser cancelados.

Os inovadores aplicativos que vem sendo desenvolvido por especialistas e artistas seriam disponibilizados para celular, computador e televisão com um custo de cerca de 5 dólares por espetáculo. Assim, seria possível equilibrar o faturamento da indústria e dos músicos, que caiu abruptamente após a pandemia. Leo Dias aponta ainda que a única artista grande no país que ainda não aceitou completamente mergulhar no universo das lives, a funkeira Anitta, também estaria desenvolvendo sua própria forma de fazer shows caseiros pros fãs.