Após polêmicas no BBB21, Karol Conká perde contrato com festival

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os comportamentos de Karol Conká no BBB 21 vem sendo duramente criticados na web, principalmente após o “jogo da discórdia” que aconteceu na última segunda-feira (1).

E claro, após os comportamentos ofensivos de Karol perante aos participantes, entre eles o ator Lucas Penteado causou não só comentários de internautas, mas perdas de contratos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em seu Twitter oficial, o Festival Rec-Beat suspendeu a apresentação da rapper.

O festival já havia se manifestado, entenda:

As polêmicas de Karol Conká no BBB21 estão dando o que falar na web. Mas, parece que as consequências das falas da rapper não estão limitadas apenas ao jogo.

No último domingo (31), a organização do Festival Rec-Beat, onde está prevista a participação da artista, usou o Twitter para uma nota repudiando o comportamento de Karol Conká no reality da Globo.

“Discordamos fortemente das declarações e atitudes da artista Karol Conká em sua participação na casa #BBB21, que revelam posturas que confrontam os princípios do Festival Rec-Beat”, começa a publicação.

(FOTO: Reprodução)

VEJA MAIS: Ironia? Preta Gil posa de biquíni e uso de Photoshop diverte a web

Em seguida, a equipe ainda revela que Karol pode perder o contrato profissional com o festival. “Por ela estar incomunicável e por envolver vários agentes, estamos avaliando as implicações resultantes de uma possível suspensão da exibição do conteúdo audiovisual gravado pela artista para compor a edição digital do Rec-Beat SP, programada para o dia 14/02”, explicaram.

A nota ainda continua: “Ressaltamos que repudiamos a prática do cancelamento e da condenação/linchamento de pessoas pelas redes sociais. Qualquer posição que venha a ser tomada pelo Rec-Beat virá acompanhada de ações que debaterão questões como a xenofobia e da cessão de espaço para que a artista se manifeste no momento em que ela sair do isolamento imposto pelas regras.”

Karol Conká é acusada de xenofobia

A polêmica começou quando Karol foi acusada de xenofobia contra uma colega de confinamento, a paraibana Juliette Freire, do grupo Pipoca. Ela criticou o comportamento e o jeito de se comunicar da outra sister e disse que, por ser de Curitiba, “uma cidade reservadinha”, ela tem “muita educação pra falar com as pessoas”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio