A legendária banda britânica The Beatles (FOTO: Reprodução)

John Lennon foi expulso de lugar muito respeitado em Hollywood por brigar com funcionários e ser infantil – em grande parte, por causa de uma bebida.

Durante um período de aproximadamente 18 meses, em que Lennon e sua esposa Yoko Ono se separaram, ele passou muito tempo com rebeldes como o baterista do The Who, Keith Moon e Harry Nilsson.

Segundo artigo da Farout Magazine, Harry havia se tornado uma crescente influência negativa em Lennon ao longo desse período. “John amava Harry”, confessou May Pang, assistente de Lennon e Ono.

VEJA TAMBÉM: Maior clipe de Michael Jackson quase foi destruído pelo cantor

“Ele amava sua energia; ele amava sua escrita. O que ele amava em Harry era a beleza de sua amizade e personalidade relaxada. Isso é o que ele viu. Harry bebeu muito”, contou.

E continuou: “Mas Harry era o tipo de cara que se você saísse para beber com ele, ele teria certeza no final da noite que haveria uma grande briga e que você é quem está em apuros, mesmo que ele tenha começado. Harry continuaria alimentando John com bebidas até que fosse tarde demais”.

E foi o que aconteceu durante um show dos Smothers Brothers. Após beber muito, as coisas ficaram feias rapidamente.

FOTO: Reprodução

Depois de algumas reclamações sérias e um pouco de idas e vindas com os Smothers Brothers, os dois logo foram convidados a deixar o show, pois estavam interrompendo o bom momento que o público estava tendo – e quando se recusaram, as coisas ficaram violentas.

A segurança chegou e partiu para a briga física com os cantores. John Lennon estava se tornando cada vez mais ranzinza à medida que as bebidas começaram a bater e logo uma grande briga se seguiu.

Durante a briga, uma garçonete alegou que Lennon havia a agredido enquanto um manobrista sugeria a mesma coisa, mas os dois casos foram rapidamente descartados e jogados para debaixo do tapete.

Confessando mais tarde, Lennon disse: “Fiquei bêbado e gritei… isso é conhaque e leite, pessoal. Eu estava com Harry Nilsson, que não teve tanta cobertura quanto eu. Ele me encorajou. Normalmente, tenho alguém lá que diz ‘ok, Lennon, cala a boca’”.