Apresentadora do X-Factor que cometeu suicídio foi enterrada no Reino Unido

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mais lidas do ano – Retrospectiva 2020

A ex-apresentadora do X-Factor, Caroline Flack foi sepultada quase um mês após a sua morte. No dia 9 de abril, amigos próximos e familiares da estrela do programa Love Island reuniram-se para prestar seus votos em uma cerimônia funerária particular. Entre as pessoas convidadas para a celebração da vida da artista estava seu namorado Lewis Burton, além de outras personalidades com quem ela trabalhou durante sua longa carreira na indústria do entretenimento.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Embora o evento fúnebre se limitasse ao seu círculo íntimo, o evento acabou impactando pessoas em todo o país. Por respeito, Maura Higgins, uma concorrente do programa Love Island de 2019, resolveu adiar o lançamento de sua linha de roupas íntimas por causa da data.

Já a amiga de Caroline, a cantora Stacey Solomon (revelada no X-Factor), contou que pretende fazer uma pausa nas redes sociais, porque “não parece certo” publicar algo num dia de reflexão como este. “De mim e dos rapazes, esperamos que tenham um bom dia. Mantenha seus entes queridos por perto, dê-lhes todos os carinhos que você tem em você e deixe-os saber o quanto você precisa deles em sua vida”, escreveu ela em seu Stories. “Nunca se sabe quando eles precisam mesmo de saber.”

O namorado de Flack também postou uma foto em homenagem à amada no seu Instagram Story. “Eu te amarei para sempre”, legendou numa foto dele e de Caroline.

A próxima semana marcará um mês desde que Caroline tirou a sua própria vida. Segundo o médico legista, a personalidade da TV enforcou-se no seu apartamento no leste de Londres.

Na época, seu namorado Lewis escreveu em uma homenagem emocional: “Meu coração está partido”. Nós tínhamos algo tão especial. Estou tão perdido por palavras que estou com tanta dor que sinto tanto a tua falta que sei que te sentias seguro comigo que sempre disseste que não pensava em mais nada quando estava contigo e que não me era permitido estar lá desta vez, continuava a perguntar e a perguntar”.

Parceiro de X-Factor, o cantor Olly Murs também prestou homenagem a Caroline Flack no dia do seu funeral. A estrela britânica de 35 anos, era muito amigo da apresentadora de TV. Os dois se conheceram quando apresentaram o programa The Xtra Factor (spin-off do X-Factor). Depois, eles apresentaram juntos o programa principal em 2015.

Olly, foi até o Instagram na terça-feira para prestar seu tributo: “Hoje foi tão difícil, mas sabes o que as despedidas não são para sempre, as despedidas não são o fim”. Ele acrescentou: “Eles simplesmente significam que vou sentir sua falta até nos encontrarmos novamente xx”.

O músico postou a mensagem ao lado de um vídeo divertido dos dois quando apresentavam o reality musical. No vídeo, que não tem som, Caroline é vista segurando um microfone e falando para o público.

Caroline sempre será lembrada pelos fãs do X-Factor por sua descontração ao comandar o reality show musical. Considerado um verdadeiro celeiro de talentos da música mundial, o X-Factor britânico descobriu nomes como Little Mix, Ella Henderson, Leona Lewis, Olly Murs, Rebecca Ferguson, Cher Lloyd, James Arthur e One Direction e teve a temporada 2020 cancelada pelo canal ITV.

Devido à morte da artista, foi criada uma petição na web pedindo que o governo do Reino Unido abra um inquérito sobre a cobertura sensacionalista que a mídia faz em cima de figuras públicas. “As manchetes, o assédio e o julgamento da mídia precisam terminar e devem ser responsabilizados”, diz o documento encaminhado a Oliver Dowden, secretário de cultura do país.

Suicídio

O suicídio é considerado pelo Ministério da Saúde como um problema de saúde pública, complexo, multifacetado e de múltiplas determinações, que pode afetar indivíduos de diferentes origens, classes sociais, idades, orientações sexuais e identidades de gênero.

Todos os anos, cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio no mundo, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde). No Brasil, uma pessoa morre por suicídio a cada hora, enquanto outras três tentaram se matar sem sucesso no mesmo período.

O assunto é tão complexo que muitas pessoas evitam falar a respeito, o que nem sempre é a melhor decisão. Um problema dessa magnitude não pode ser negligenciado, pois sabe-se que o suicídio pode ser prevenido.

Uma comunicação correta, responsável e ética é uma ferramenta importante para evitar o efeito contágio.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio