ariana grande
A cantora norte-americana Ariana Grande (FOTO: Reprodução)

O hit mundial “7 Rings” de Ariana Grande vem sofrendo uma acusação pra lá de grave. A cantora norte-americana foi processada nesta quinta-feira (dia 16), por um artista de hip-hop que afirma que a equipe da cantora, usou o refrão de uma música sua no hit da artista.

Josh Stone, que assina com o nome artístico de DOT, escreveu e gravou “You Need I Got It” em 2017. O músico alega que levou a música para executivos da indústria da música, incluindo o produtor Tommy Brown, que trabalhou extensivamente ao longo da carreira de Ariana Grande.

O processo acusa o produtor da diva pop de usar elementos-chave da música de Stone em “7 Rings” de Ariana Grande. A música da cantora inclui a frase repetida no refrão: “Eu quero, eu entendi. Eu quero, eu entendi. Enquanto a música de Stone possui um refrão bastante similar: “Você precisa disso, eu entendi. Você quer, eu entendi”.

O processo, aberto no tribunal federal de Nova York pelo advogado Tamir Young, alega que dois musicólogos forenses analisaram os refrães de cada música e notaram que o ritmo e as notas também eram substancialmente semelhantes.

VEJA TAMBÉM: Gusttavo Lima bebe demais e revela que passa horas “chupando periquita” da esposa

Literalmente, cada uma das 39 notas respectivas de ‘7 Rings’ é idêntica às 39 notas de ‘I Got It’ de uma perspectiva de posicionamento métrico“, alega o processo. “Dito de outra maneira, o ritmo e o posicionamento das notas e letras são idênticos”.

De acordo com o processo, “7 Rings” já arrecadou mais de 10 milhões de dólares em receita. Ariana Grande inclusive irá se apresentar no Grammy Awards na próxima semana onde concorre a cinco prêmios, incluindo dois por “7 Rings”.

Uma fonte ligada à Ariana disse ao TMZ, que “7 Rings” também tem o mesmo gancho musical que ‘The Sound of Music’ (do filme “A Noviça Rebelde), então as alegações de Stone são ridículas mesmo, com Stone se referindo supostamente a uma parte diferente da música.

O processo cita o Universal Music Corp., juntamente com muitos outros réus. Já a gravadora de Grande não respondeu imediatamente ao pedido de resposta da reportagem da Variety.