Grupo de pagode Art Popular (FOTO: REPRODUÇÃO)

Chega às plataformas digitais nesta sexta-feira (13), “Cheia de Manias”, nova releitura do grupo Art Popular, gravada para o projeto “Os Bambas”. O show é uma obra de ficção e os personagens são interpretados por integrantes do grupo Art Popular. O projeto revive uma sonoridade que, há muitas décadas, não revela mais artistas no samba, mas que foi a trilha sonora de vários discos importantes pra música brasileira.

“Os Bambas” é um show com releituras de clássicos do samba como Ataulfo Alves, João Gilberto, Trio Mocotó, Agepê, Jair Rodrigues, Baden Powell, Demônios da Garoa, Jorge Ben, Olodum, Banda Raça Negra, entre outros. Todo o repertório, incluindo clássicos como “Canto de Amor”, “Canto de Ossanha”, “Aquarela Brasileira”, “Tristeza”, “Tiro ao Álvaro”, “Cheia de Mania” e “Moro Onde Não Mora Ninguém”, é tocado no ritmo consagrado pelo grupo Originais do Samba, com instrumentos mais antigos como surdo, agogô e cuíca, incluindo o acompanhamento de bateria, piano e contrabaixo acústico.

VEJA MAIS: Rapper Lil Nas X é um Papai Noel do futuro em seu novo clipe

O musical foi gravado ao vivo no Auditório do Ibirapuera em agosto de 2019 e contou com as participações de Leci Brandão e Anderson Leonardo (Grupo Molejo). Na narrativa, o grupo viveu seu auge da carreira entre as décadas de 60 e 70. Seus integrantes eram músicos importantes na época, que se relacionavam com cantores que construíram a cena do samba no Brasil, desde Donga, autor de “Pelo Telefone”, passando por Pixiguinha, até Noel Rosa. Frequentadores de toda a cena do movimento do samba, eram vistos constantemente em casas de shows, bares, escolas de samba, rádios e festivais.

Ouça: