As mensagens subliminares das músicas de Xuxa

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A cantora e apresentadora Xuxa é conhecida por suas músicas voltadas para o público infantil. E um boato antigo é que a cantora esconde diversas frases bizarras em suas canções.

Tudo começou em 1980 quando ela resolveu lançar algumas de suas músicas em coletâneas. Na época, alguns curiosos colocaram o disco de vinil para tocar ao contrário. E assim, surgiu uma teoria bizarra, que permanece até hoje.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A teoria de conspiração a respeito das músicas de Xuxa, diz que quando as músicas são tocadas de trás para frente, mensagens não indicadas para crianças estão presentes. Entre elas, “Ilariê” teria uma “invocação ao demônio”.

VEJA MAIS: Site expõe dossiê sobre supostas traições de Nego do Borel; confira!

“Doce Mel” que foi lançada em 1993 também foi criticada. Segundo as pessoas, a música fazia referência à Exu das religiões de matrizes africanas e também ao ato de beber sangue de crianças.

Quando tocada ao contrário, muitas pessoas diziam que os versos eram assustadores. “Parece que Exu não sai daqui./ E sangue entra na boca como lanche./ Nova era livre e solta na avenida./ E sangue, sangue, sangue”, diziam as pessoas.

A música “Quem quer pão” segundo os rumores também havia mensagens subliminares. “Ah, não vai ao céu, fiquei ao lado do diabo./Sou polícia, sou polícia, sou polícia, eu juro./Que a política, que a política, que a política engana”, seria a mensagem, se a música fosse tocado ao contrário, segundo os teóricos.

Xuxa e o co-autor das músicas, Michael Sullivan falaram sobre o assunto em 2016.

Em um vídeo do youtuber, Felipe Neto, a cantora disse: “Elas [as pessoas que buscam por mensagens] têm que ouvir do lado certo e não ao contrário, né?”, ela brincou. “Tem muita coisa que ninguém quis falar, ninguém quis escrever, e eles deduzem que é dita uma frase”, disse a Rainha dos Baixinhos.

O co-autor Michael, durante uma entrevista ao Mundo Estranho negou qualquer mensagem. “Todas as mensagens foram e são passadas de forma explícita. De forma clara e em bom português. Qualquer disco que você girar ao contrário trará palavras e sons distorcidos”, ele disse.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio