locutor-asa-branca
O locutor paulista Asa Branca (FOTO: Reprodução)

Internado no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo desde o começo do ano, Asa Branca faleceu nesta terça-feira (dia 4).

O locutor de rodeios enfrentava um câncer de mandíbula e também tinha HIV. Um comunicado oficial informando o falecimento foi compartilhado nas redes sociais do locutor.

Em dezembro de 2019, Asa Branca já tinha sido internado por causa de uma infecção causada pelo rompimento dos tumores. Na ocasião, Sandra dos Santos, sua esposa, explicou ao UOL que o locutor caminhava com grande dificuldades e não conseguia falar.

Os familiares do locutor chegaram a criar uma vaquinha virtual para arcar com os custos do tratamento do locutor. Até o momento, haviam sido arrecadados R$ 13.137,01.

Confira a postagem feita pela equipe de Asa Branca:

View this post on Instagram

@sandra_asa_branca @haroldo1914

A post shared by Ruy Asa Branca (@asabrancaoficial) on

ÍCONE DOS RODEIOS

Waldemar Ruy Asa Branca dos Santos já foi milionário e considerado um ícone no mundo dos rodeios por criar seu próprio estilo de narração. O locutor chegou a ganhar R$ 1 milhão em um único mês, morou no luxuoso bairro dos Jardins em São Paulo e usava helicópteros e aviões fretados como meio de transporte.

Virou locutor por acaso ainda em 1985, quando o narrador oficial se desentendeu com os diretores de uma festa. Chegou a ser eliminado do rodeio no primeiro dia e perdido o gosto pela atividade depois que foi pisado por um touro em 1984. O pisão inclusive, lhe rendeu uma cirurgia na região do peitoral.

Passou a tomar gosto pela narração e resolveu se aperfeiçoar. Foi limpar cocheiras no Texas, onde ocorrem alguns dos principais eventos da área nos Estados Unidos, e passou a conhecer uma tecnologia avançada na época: microfone sem fio.

Depois de uma vida hedonista regada a luxo, sexo e drogas, ele teria perdido, ao menos, R$ 10 milhões. Portador do vírus HIV desde 1999, o locutor, que apresentava os principais rodeios pelo Brasil, era figura constante em programas de TV. Quase chegou a morrer em 2013, depois de contrair uma doença transmitida por pombos e meningite. Asa Branca até tentou retomar a carreira depois disso, mas seu quadro de saúde foi se agravando.

Numa entrevista ao programa “Sensacional” dada em 2016, o locutor de rodeios conversou com a apresentadora Daniela Albuquerque e contou detalhes dos tempos em que vivia em festas e não pensava em se proteger durante as relações sexuais.