A legendária banda britânica The Beatles (FOTO: Reprodução)

Poucos dias antes de sua trágica morte, o violonista dos Beatles e membro do Fab Four, George Harrison, escreveu uma carta ao ator e comediante Austin Powers, Mike Myers, expressando sua admiração por seu trabalho. É uma declaração que mantém Myers feliz até hoje.

A carta, que ficaria registrada como a mensagem final do ex-Beatle, nunca foi mandada pelo correio para Myers, mas foi posteriormente enviada ao cineasta que, por coincidência, acabou recebendo a carta no dia da morte de Harrison.

Myers, cujo pai nasceu em Liverpool, disse certa vez sobre o impacto que a banda teve não só sobre ele ou sua família, mas sobre toda Liverpool: “Você não sabe o que os Beatles eram em minha casa”, disse o humorista em uma entrevista com a WENN News. “Eles eram tudo. Liverpool era pobre e era difícil e de repente se tornou legal vir desta cidade, então meus pais eram eternamente gratos”.

George Harrison's last ever letter was sent to 'Austin Powers' creator Mike Myers

Mais tarde, em uma ampla entrevista com a GQ, Myers foi perguntado: ‘É realmente verdade que a última carta que George Harrison escreveu em sua vida foi para você?’ e, notavelmente, foi: “Sim. Isso é arrebatador, cara, para o filho de um membro de Liverpool, uma pessoa que adora os Beatles”, respondeu Myers.

LEIA TAMBÉM: Filho de Naya Rivera está “melhor a cada dia” após a morte da estrela de ‘Glee’

A carta chegou no dia de Austin Powers 3 quando estávamos filmando a cena em que Tom Cruise, Gwyneth Paltrow, Steven Spielberg, Danny DeVito, Kevin Spacey estão fazendo a versão cinematográfica de Hollywood da vida de Austin Powers com direção de Steven Spielberg, e foi no dia em que George Harrison morreu”.

Myers também revelou que antes daquele momento, ele nunca havia tido nenhum contato com o ex-Beatle, fazendo com que esta correspondência fosse realmente um sucesso. “Então recebi esta carta naquele dia. Eu chorei como um bebê, e ela é exibida de forma proeminente em minha casa”, explicou o astro. Ele disse: “Sentado aqui com meu boneco Dr. Evil…Eu só queria que você soubesse que tenho procurado por toda a Europa por um boneco do Mini-Mim”, explicou Myers sobre o que foi lhe dito na carta.

Detalhando ainda mais o conteúdo da carta íntima, Myers explicou: “E ele diz: ‘Dr. Evil diz maldição’, mas qualquer bom pai Scouser lhe dirá que na verdade é ‘maldição’ como em ‘quatro de peixe e torta de dedo’, se você entende o que eu quero dizer’. Ele disse, ‘obrigado pelos filmes, muito divertido'”.

Myers prossegue explicando como os The Beatles inspiraram sua decisão de se tornar um cineasta: “No especial de Antologia falei sobre como ainda me canso de pensar naquela última filmagem [em A Hard Day’s Night] com o helicóptero e todos os 8 por 10 e diz B-E-A-T-L-E-S na porta e o helicóptero decola”. Eu amo tanto o espírito desse filme, esse espírito entrou em Austin Powers e Wayne’s World, que é uma festa.

“E ele disse [em sua carta] ‘Sinto muito ter te deixado no helicóptero naquele dia, prometo que não farei isso de novo'”. Harrison morreu no ano de 2001, aos 58 anos, de câncer de pulmão.