Aumentam apelos pela isenção do serviço militar sul-coreano ao BTS

Algumas pessoas acreditam que o grupo faz mais pela Coreia do Sul, sem estar no Exército

Publicado em 06/10/2021 10:06
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A cada dia que passa, os apelos para que o BTS não precise ir para o serviço militar na Coreia do Sul, aumentam. Em suma, algumas pessoas querem apenas que os meninos do grupo possam adiar por mais tempo. Porém, para outros, querem que os meninos sul-coreanos sejam isentos e consigam servir ao seu país de outra maneira.

Por lei, todos os homens aptos na Coreia do Sul com idade entre 18 e 28 anos devem servir às Forças Armadas por cerca de dois anos como parte das defesas do país contra a Coreia do Norte.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Dessa forma, Jin, que é o membro mais velho e tem 28 anos, será o primeiro a se inscrever, enquanto os outros seis atingirão a idade máxima de adiamento nos próximos anos. Vale ressaltar que a Coreia do Sul é extremamente rígida com suas regras, porém, já concedeu isenções para atletas de alto nível.

“Nem todo mundo precisa empunhar um rifle para servir ao país”, disse Noh Woong-rae, um importante membro do Partido Democrata, em reunião nesta segunda-feira (04).

Noh sugeriu que os membros do BTS poderiam trabalhar como embaixadores em suas viagens ao exterior. O público também parece apoiar um tratamento especial para o grupo. Uma pesquisa de 21 de setembro do site de notícias “Kuki News” mostrou que 31,3% acreditam que o conjunto não deveria ter que cumprir o serviço militar, enquanto outros 28,6% apoiam um adiamento. Os que defendem o serviço militar normal estavam em 30,5%.

Adiar alistamento do BTS é de interesse nacional, diz militar sul-coreano

De acordo com uma recente emenda à Lei do Serviço Militar da Coreia do Sul, os sete membros do BTS  podem adiar o serviço militar. Um oficial militar sul-coreano acredita que dar ao grupo essa opção é de interesse nacional do país. As informações são do site Koreaboo.

A emenda entrou em vigor em 23 de junho de 2021 e permite que os homens sul-coreanos que foram reconhecidos por suas realizações artísticas ou atléticas adiem o serviço militar obrigatório até os 30 anos de idade.

Para adiar o serviço militar de acordo com a nova emenda, os ídolos do K-Pop devem receber méritos culturais do Ministério da Cultura, Esporte e Turismo.

Normalmente, apenas músicos com mais de 15 anos no setor podem receber méritos culturais. No entanto, o BTS foi premiado com a Ordem do Mérito Cultural em 2018, apenas 5 anos após sua estreia, sendo reconhecidos por seus esforços em espalhar a cultura e a língua coreanas por todo o mundo.

BTS recebeu a Ordem do Mérito Cultural em 2018 (FOTO: Reprodução)

Um artigo da UPI afirmou que Jung Seok Hwan, chefe da Administração de Força de Trabalho Militar, compartilhou o posicionamento oficial dos militares com um jornal sul-coreano. Para o veículo, ele disse que a decisão de dar aos destinatários da Ordem do Mérito Cultural a oportunidade de adiar o serviço militar foi feita para “minimizar a controvérsia sobre o tratamento preferencial”.

Jung Seok Hwan afirmou ainda que o adiamento do serviço militar pelo BTS seria do interesse do país porque “aumentaria o valor da marca nacional”.

BTS se abre sobre a chegada do serviço militar

Em conversa com a Rolling Stone, BTS falou sobre o serviço militar. Mesmo até o momento não precisando se alistar, os meninos fazem questão de servir. “Um artista da cultura pop que foi recomendado pelo Ministro da Cultura, Esportes e Turismo para melhorar muito a imagem da Coreia dentro a nação e em todo o mundo. É um dever importante para o nosso país. Portanto, sinto que tentarei trabalhar o máximo que puder e fazer o máximo que puder até ser chamado”, diz Jin.

VEJA MAIS: Pelados? Estrela do cinema revela ter nadado nua com Michael Jackson

“Acho que o país meio que me disse:‘ Você está fazendo isso bem e vamos lhe dar um pouco mais de tempo’”, diz Jin. Ele também acrescentou que o serviço militar “é um dever importante para o nosso país. Portanto, sinto que tentarei trabalhar o máximo que puder e fazer o máximo que puder até ser chamado. ”. O astro afirma que ficará triste por se afastar do grupo, mas acompanhará tudo pela internet e ficará torcendo pelos meninos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio