A rapper curitibana Karol Conká (FOTO: Reprodução)

A rapper Karol Conká vem recebendo diversas críticas por seus comportamentos com outros participantes no Big Brother Brasil 21 e também por suas falas preconceituosas.

Recentemente, a cantora foi criticada por um comportamento que os internautas julgaram como preconceituoso e até mesmo, racismo anti-indígena

VEJA MAIS: Site expõe dossiê sobre supostas traições de Nego do Borel; confira!

Durante conversa com outros integrantes, Karol acabou mencionando os comportamentos que os indígenas tiveram perante os colonizadores.

Lumena fez uma comparação de outros participantes do reality e a rapper aproveitou para falar: “Aceita migalha, aceita espelinho e entrega terras em troca de espelho”, disse a artista.

Após essa fala, Karol Conká foi acusada de propagar racismo anti-indígena.

Os internautas criticaram a fala das sisters. “Os indígenas foram dizimados lutando por suas terras”, escreveu uma usuária da rede. “E eu que não sabia porque a gente estudava história, agora tô vendo a falta que ela faz”, opinou outra. “Esse tipo de fala, apaga a luta indígena”, uma comentou .

“A resistência indígena precisa ser discutida e ensinada nas escolas!”, disse uma internauta. “A mulher que ganhou relevância como pessoa revolucionária se baseia nos livrinhos de história escritos pelos elite branca que estudou na Europa”, apontou outra.