BBB: Produtor quebra o silêncio sobre suposto boicote à Karol Conká

Zegon se pronunciou sobre sua decisão

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O documentário de Karol Conká, intitulado de “A Vida Depois do Tombo” foi disponibilizado na última quinta-feira (29), no Globoplay.

Ele gira em torno sobre o ‘cancelamento’ da rapper após sua participação no Big Brother Brasil 21. Porém, outro fato chamou atenção nesse novo projeto.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A música “Tombei“, que é o maior sucesso de Karol Conká, não teve autorização para ser reproduzida no filme. E o seguinte comunicado foi escrito no documentário:

‘Tombei’ é uma criação de Karol Conká e Tropkillaz, grupo musical do DJ Zegon. A parceria entre Conká e Zegon terminou em 2017 com processos na justiça. Zegon não autorizou o uso da música ‘Tombei’ neste documentário. O Globoplay reconhece esse direito e não reproduzirá a obra completa em respeito ao coautor“, escreveram.

(FOTO: Reprodução POPline)

Segundo informações do POPline, que entrou em contato com J Zegon, parte do duo Tropkillaz, há uma justificativa sobre isso.

Leia a declaração na íntegra, segundo o site:

“Sobre o documentário da Karol Conká, no que se refere a fase em que trabalhamos juntos, me surpreendeu a quantidade de informações fake e ausência de autorização para publicação do meu nome e tweets”, começou.

VEJA MAIS: Site expõe dossiê sobre supostas traições de Nego do Borel; confira!

Não tivemos nenhuma briga judicial no nosso encerramento, podem procurar nos sites dos tribunais. Também não neguei nenhuma autoria minha no documentário. O Tropkillaz em comum acordo sim, mas eu como autor, jamais. Estão querendo polemizar em cima do nosso nome para atrair atenção a um assunto simples. Música é uma parceria e sociedade“, Zegon disse. “Não topamos participar de um documentário cheio de mentiras”, ele finalizou.

O site também entrou em contato com o Globoplay. “O uso de um trecho de 9 segundos da música no contexto em que foi apresentada está de acordo com as normas legais“, responderam.

Confira, “Tombei“:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio