A rapper curitibana Karol Conká (FOTO: Reprodução)

Na tarde desta quarta-feira (27), Karol Conká e a influenciadora Camilla de Lucas conversaram sobre os ataques racistas que podem sofrer durante a participação no BBB21.

“Racistas não têm criatividade. Eles vão falar tudo isso que estamos acostumados a ouvir. (…) Eles são sádicos”, declarou a rapper e cantora.

Ela ainda criticou a cobrança para monitorar racismo alheio e afirmou que cada um pode aprender sozinho.

“Tem que cuidar desse ‘me ensina’. É uma responsa muito grande em cima do preto. Além de tudo, eu ainda tenho que ficar monitorando o seu racismo? Cara, leia, escute a nossa história de dor, e entenda! Isso já é um ensinamento. Não precisa pegar na mãozinha e falar ‘não é legal falar macaca, neguinha, tá bom?”, disse Karol Conká.

Já Camilla de Lucas revelou que deixou um documento para esses casos: “Querem que a gente se odeie, mas não adianta. Quando entrei já deixei um documento autorizando a processar ataques racistas”, contou.

VEJA MAIS: Marília Mendonça faz desabafo e diz: “Preciso voltar a ser cantora”

Assista: