beyonce jay z
Os músicos norte-americanos Beyoncé e Jay-Z (FOTO: Reprodução)

Jay Z e Beyonce estão enfrentando um processo por causa do single Everything Is Love “Black Effect”, depois que a coreógrafa e acadêmica jamaicana Dra. Lenora Stines acusou o casal de plágio por supostamente gravar seus vocais e usá-los na música sem sua permissão ou crédito.

No processo, Stines afirma que se sentiu explorada pelo casal.

Para choque, da Dra. Stines, Everything Is Love contou com a exploração não autorizada de sua voz em uma música conhecida como ‘Black Effect‘”, escreveram seus advogados. “A suspeita da Dra. Stines foram agravadas quando ela descobriu que além de ter sua voz usada, também descobriu que nem sequer era creditada pelo casal.”

O processo continua dizendo que o Dr. Stines sentiu que os réus a “abusaram” artisticamente.

VEJA TAMBÉM: Pocah posa de calcinha e roupa íntima em clipe novo

Durante uma sessão promocional na Jamaica em março de 2018, Stines alegou que ela forneceu os dançarinos do duo de música para o visual e esteve no local durante a realização do vídeo. Lá, seus comentários sobre o tema “amor” foram gravados e inevitavelmente usados ​​para o álbum. Stines espera ser compensada, já que seu uso de voz nos primeiros 60 segundos de “Black Effect” viola os direitos autorais.

Os vocais da Dra. Stines são apresentados nos primeiros 60 segundos da gravação, que dura aproximadamente cinco minutos e treze segundos, o que significa que os vocais dela são apresentados em aproximadamente 19,17% da gravação“, diz o processo. “O uso dos vocais da Dra. Stines na gravação pelos acusados ​​não foi autorizado e, portanto, a Dra. Stines tem direito a uma indenização.”

A Dra. Stines está buscando seus direitos legais, uma parte dos direitos de publicação. Ela está sendo representada por Andrew Williams, do Williams Law Group.

A Billboard procurou os representantes de Jay Z e Beyonce para comentar, mas não recebeu resposta até o momento.