beyoncé
A cantora norte-americana Beyoncé (FOTO: Reprodução)

Beyoncé recebeu uma vitória legal na semana passada sobre a marca registrada do nome de sua filha, Blue Ivy Carter.

De acordo com um relatório da Law and Crime, o TTAB (Trademark Trial and Appeal Board) ficou do lado da cantora, depois que uma planejadora de casamentos de Massachusetts tentou bloquear sua tentativa de garantir os direitos de propriedade intelectual do nome de sua filha de 8 anos.

A planejadora de casamentos, Veronica Morales, é dona de uma empresa chamada Blue Ivy Events, que ela fundou antes do nascimento da Blue Ivy em 2012. Morales registrou um “aviso de oposição“, alegando que a semelhança dos nomes criaria um “risco de confusão entre os dois”.

Desde que Blue nasceu, Beyoncé e Jay-Z têm trabalhado para garantir marcas registradas do nome de sua filha para tudo, incluindo livros, shampoos, videogames e muito mais, de acordo com Law and Crime. Morales argumentou que o casal não tinha intenção de criar produtos com essas marcas registradas, mas queria impedir que outros usassem o nome – citando uma entrevista que Jay fez em 2013, onde parece ressaltar a necessidade de marcas registradas.

LEIA TAMBÉM: Tiago Iorc rompe o silêncio após briga com Anavitória e diz se arrepender

As pessoas queriam fabricar produtos com base no nome da nossa filha e você não quer que ninguém tente se beneficiar do nome do seu bebê. Não era para nós fazermos nada; como você vê, não fizemos nada”, disse ele à Vanity Fair em 2013. “Antes de tudo, é uma criança e me incomoda quando não há limites. Eu venho das ruas e, mesmo na merda em que vivíamos, tínhamos regras: sem filhos, sem mães – havia respeito lá. Mas [agora] não há limites. Para alguém dizer: Essa pessoa teve um filho – eu vou fazer um carrinho de criança com o nome desse garoto. É como, onde está a humanidade?”.

A equipe jurídica de Bey contestou as alegações de Morales, afirmando que era improvável que alguém confundisse “um negócio de planejamento de eventos de casamento boutique e Blue Ivy Carter, filha de dois dos artistas mais famosos do mundo”.

A TTAB tomou partido dos Carters em 6 de julho, chamando as alegações de Morales de “desnecessárias e uma perda de tempo” afirmando que “não há evidências sugerindo que eles estejam relacionados de uma maneira que levaria à crença equivocada de que eles se comportam da mesma fonte.

Não é improvável que os Carters usem as marcas registradas para criar produtos, pois Blue Ivy se tornou uma artista premiada como seus pais em fevereiro por sua participação na faixa “Brown Skin Girl” de Beyoncé.