Billie Eilish e Péricles: Relembre o ship mais inusitado da web

A "história de amor" viralizou em 2019

Publicado em 7/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A internet ama criar casais fictícios formados por personalidades brasileiras e cantores internacionais. Além de Selena Gomez com Faustão, Ana Maria Braga com Shawn Mendes, temos também Billie Eilish e Péricles.

No início de 2019, viralizou na web uma fanfic (narrativa de ficção criada por fãs) que traz Billie e Péricles como namorados. A história de amor conquistou os internautas, que prontamente criaram o ship “Periclish”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

(Foto: Reprodução)

Billie Eilish diz que usar roupas largas para não ser sexualizada “não funcionou”

Billie Eilish falou que tentar controlar a narrativa ao seu redor, sem ser sexualizada e usando roupas largas “realmente não funcionou”. A pop star é conhecida por usar roupas largas no palco e em aparições públicas e, em uma campanha para a Calvin Klein em 2019, revelou que o fez para impedir que as pessoas tivessem opiniões sobre seu corpo.

Em uma nova entrevista para a Vogue Austrália, Eilish disse que a tática não funcionou. “É uma tonelada de trabalho tentar controlar a imagem e você só pode fazer isso até certo ponto, porque as pessoas vão pensar o que quiserem”, disse ela. “Mas tem sido de vital importância ter a imagem que eu quero e tentar ser vista como quero ser vista.”

VEJA MAIS: Marido de Nicki Minaj chega a acordo na Justiça após não se registrar como agressor sexual

Ela acrescentou: “Claro, não funcionou de verdade. É muito difícil controlar a narrativa em uma posição como a minha, certo? Você realmente não pode controlar tanto, mas pode tentar.”

A estrela falou recentemente sobre a reação à capa da Vogue britânica, na qual ela largou as roupas grandes para posar em uma variedade de lingerie. “Eu vi uma foto minha na capa da Vogue [de] alguns anos atrás, com roupas enormes, enormes [ao lado da nova capa da Vogue]. Em seguida, a legenda era tipo, ‘Isso se chama crescimento’ ”, disse ela.

“Eu entendo de onde eles estão vindo, mas ao mesmo tempo, eu fico tipo, ‘Não, não está tudo bem. Eu não sou isso agora, e eu não precisava crescer a partir disso.”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio