Billie Eilish
A cantora norte-americana Billie Eilish (FOTO: Reprodução)

A cantora Billie Eilish está focada em suas lutas com imagem e auto-estima, até assumindo que “nunca se sentiu desejada” em nenhum de seus namoros anteriores. A vencedora mais jovem do Grammy com 18 anos é capa da edição de julho/agosto da GQ, que foi lançado nesta quinta-feira (04), na qual ela se abre sobre sentir-se “presa” em seu corpo e personalidade pública.

“Aqui está uma bomba para você: nunca me senti desejada”, afirmou Billie. “Meus antigos namorados nunca me fizeram sentir desejada. Nenhum deles. É uma grande coisa na minha vida que eu sinto que nunca fui fisicamente desejada por alguém. Então, por isso me visto do modo como me visto, tipo não gosto de pensar em vocês, quero dizer, qualquer pessoa, todo mundo, julgando.”

“Isso não significa que não vou acordar um dia e decidir usar uma blusa, como já fiz antes”, esclarece. “Às vezes eu me visto como um menino. Às vezes eu me visto como uma garota presa. E às vezes me sinto presa por essa persona que criei porque às vezes acho que as pessoas não me veem como uma mulher.”

“Nunca me senti poderosa em um relacionamento”, continua ela. “Fiz uma vez e, adivinhe, aproveitei a gentileza dessa pessoa. Eu não estava acostumada. Faz meses e eu não sou mais atraída pelas pessoas. Eu não sei o que está acontecendo. É realmente meio chato.” Ela também comenta como a menção de seu nome se tornou um “clickbait”, o que a levou a sumir das redes sociais.

VEJA TAMBÉM: Briga de Anitta e Ludmilla pode ir parar na Justiça

“Sou um clickbait no momento. Qualquer coisa com o meu nome ou qualquer coisa que eu diga ou faça pode e será usada contra mim”, afirma ela. “Eu não assisto às histórias do [Instagram] das pessoas, saí do Twitter há alguns anos, olho para as ocasionais meme e me sinto mal por não postar mais, como os fãs querem, mas não tenho nada para postar. Honestamente..”

“O que percebi recentemente é o seguinte: quando você chega a um certo nível de fama ou notoriedade, não importa o que você diz ou faz, você é conhecida. Você será super odiada. E super amada”, ressalta. “Há um milhão de pessoas que não gostam da Beyoncé – e eu não sei como diabos você não pode amar a Beyoncé. O mesmo com Rihanna. O mesmo acontece com Trump – as pessoas realmente gostam desse tolo.”

No final de maio, Billie Eilish lançou oficialmente o curta-metragem que estreou durante sua turnê chamada “Not My Responsibility”, no qual ela critica a hipocrisia dos padrões de beleza corporal.