beyoncé
A cantora norte-americana Beyoncé (FOTO: Reprodução)

Um líder conservador e candidato estadunidense ao Congresso está se tornando viral e sendo amplamente ridicularizado por uma teoria de conspiração bizarra. KW Miller, que está concorrendo para representar o 18º Distrito Congressional da Flórida em novembro, foi ao Twitter no sábado (4 de julho) para afirmar que Beyoncé “nem sequer é afro-americana”.

Beyoncé nem é afro-americana. Ela está fingindo isso para exposição. Seu nome verdadeiro é Ann Marie Lastrassi. Ela é italiana. Tudo isso faz parte da agenda de Soros Deep State para o movimento Black Lives Matter. VOCÊ ESTÁ AVISADO! ” ele escreveu.

VEJA TAMBÉM: Vídeos sensuais de Anitta são publicados em site pornô

Vocês todos sabem que a música ‘Formation’ de Beyonce foi uma mensagem secreta codificada para os globalistas que eu certamente espero? A música claramente admitia que ela era demoníaca e que adorava as igrejas satanistas localizadas no Alabama e na Louisiana. Ela guarda símbolos satanistas em sua bolsa“, acrescentou o candidato ao Congresso.

A mãe de Beyoncé falou recentemente em defesa da artista quando a cantora recebeu algumas críticas por seu próximo projeto se apropriar da cultura africana.