Após seu país conter pandemia, Bjork anuncia shows e pede por mudanças no mundo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A cantora europeia Bjork anunciou uma nova série de transmissões ao vivo com apoio de orquestras. Nos dias 9, 15 e 23 de agosto, ela fará shows virtuais no Harpa Hall em Reykjavík para uma plateia ao vivo. Para o primeiro show, ela será acompanhada pelo coral Hamrahlí. O segundo e o terceiro show contarão com músicos da Orquestra Sinfônica da Islândia; grupo de cordas no show de 15 de agosto e grupo de metais para o show de 23 de agosto, junto com o set de flauta Viibra.

Como Bjork afirmou, os shows serão “acústicos realizados sem batidas e eletrônicos”. Os shows estão sendo produzidos em parceria com a Iceland Airwaves. Os fãs terão a oportunidade de sintonizar as transmissões ao vivo de cada um desses shows, que levantarão dinheiro e conscientização para Kvennaathvarfið, um abrigo para mulheres em Reykjavík.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os fãs islandeses interessados ​​em assistir aos shows presencialmente poderão fazer a pré-encomenda de 2 de julho, com a venda geral iniciando em 3 de julho. “Sinto que estamos passando por momentos extraordinários, horripilantes, mas também uma oportunidade de mudar verdadeiramente”, escreveu Björk em comunicado anunciando as apresentações. “É exigido de nós que finalmente comparemos todo o racismo, que possamos aprender que a vida é mais importante que o lucro, e olhe dentro de nós e finalize todos os nossos preconceitos e privilégios”.

VEJA TAMBÉM: Pocah posa de calcinha e roupa íntima em clipe novo

Björk planejava realizar turnês com orquestra em cidades da Europa em 2020 antes que o coronavírus a obrigasse a adiar esses shows para 2021. Seu último álbum, Utopia, foi lançado em 2017.

A Islândia, com uma população de 365.000 habitantes, foi um dos países mais bem-sucedidos no combate a pandemia, limitar infeções e realizar testes generalizados. O país registou poucos casos novos desde o começo de maio e segue em processo de reduzir suas restrições.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio