BLACKPINK: Rosé fala sobre a importância do violão para seu projeto solo

A artista aprendeu a tocar o instrumento quando ainda era criança

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Rosé do BLACKPINK se abriu sobre o seu amor pelo violão e falou sobre como começou a tocar o instrumento. A cantora revelou que o violão desempenhou um papel importante em seu álbum de estreia a solo, R.

Rosé toca guitarra desde que era criança. O que inicialmente a atraiu para o instrumento foi fato de ser um instrumento portátil e versátil, que faz um som ‘legal’ quando tocado.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Era um instrumento tão legal! Senti que todas aquelas pessoas que sabiam tocar violão tinham tanta sorte – se tivessem um violão, tinham tudo. Está tudo lá para se usar. É portátil, pode levá-lo para todo o lado. E parece tão legal segurar um violão. Me senti atraído por toda aquela imagem de alguém ser capaz de tocar uma guitarra e de cantar”.

Rosé do BLACKPINK (FOTO: Reprodução)

VEJA MAIS: Crime? SBT exibe música vazada de Anitta antes do lançamento

Ela relembrou o seu primeiro violão: “Comprei um azul-marinho de 70 dólares – era de madeira, mas quase parecia que era de plástico. Era uma guitarra terrível.”, disse a cantora. O instrumento machucava os dedos de Rosé: “Passei literalmente uma semana com os meus dedos sangrando. É difícil! É um processo muito doloroso. Mas uma vez ultrapassado, é tipo: “Yay! Pode tocar o que quiser!”

No que diz respeito às duas faixas do seu álbum de estreia a solo, “R”, o violão foi o elemento chave para a conclusão do projeto. Quando o instrumento foi adicionado às canções, ela sabia que estavam prontas para serem compartilhadas com o mundo.

“No início, a faixa não tinha muito violão, e nós fomos e acrescentámos um monte. Quando mencionaram isso, fiquei tipo: ‘Me pergunto como é que isso soaria”. Porque não conseguia realmente imaginá-lo com o violão’”, disse a cantora.

Mas ela diz que ficou convencida assim que ouviu a versão com o instrumento: “Sem o violão, é sempre ‘ok’, mas com o instrumento, fica sempre muito melhor. Honestamente, após adicionarem o violão foi tipo: “Sim, tudo pronto!”.

Hoje em dia, a integrante do BLACKPINK tenta arranjar tempo durante o dia para tocar, mas a sua agenda é tão agitada que às vezes não consegue: “Ontem, lembro que era 1 ou 2 da manhã e eu queria muito tocar violão, mas pensei: “OK, melhor ir um pouco devagar”. Preciso definitivamente voltar a tocar. Penso que me vou divertir muito com ele agora que o meu projeto [solo] está pronto. Tenho trabalhado muito, e estou muito orgulhosa de mim mesmo. Agora está na hora de simplesmente aproveitar o retorno a esse processo”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio