Britney Spears pede oficialmente que seu pai seja removido de tutela

De acordo com jornal, defesa da cantora entregou novos documentos na última sexta

Publicado em 26/09/2021 19:58
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Parece que Britney Spears deu os passos finais para para retirar do pai o controle de questões pessoais e comerciais. De acordo com o The Sun, novos documentos apresentados pela cantora de 39 anos confirmam que ela espera substituir Jamie Spears do cargo de tutor legal.

Segundo a publicação, a estrela pop iria se juntar à atual co-tutora Jodi Montgomery, responsável pelas necessidades médicas e pessoais de Britney desde 2019. A nova equipe jurídica de Britney fez o pedido na última sexta-feira.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Vale lembrar que a juíza Brenda Penny decidirá na próxima quarta-feira se dará à estrela 50 por cento do controle de sua vida pela primeira vez em 13 anos.

No entanto, de acordo com o jornal, especialistas ligados ao caso dizem que a juíza provavelmente insistirá em avaliações médicas rigorosas antes de concordar com o pedido.

Jamie pode desafiar sua afirmação de que ela é capaz de controlá-los sozinha. Em documentos anteriores, ele afirmou que ela sofria de graves problemas de saúde mental e vícios que foram ocultados dos fãs por mais de uma década.

Pai de Britney Spears teria instalado escuta em seu quarto

De acordo com o novo documentário “Controlling Britney Spears”, do The New York Times, Jamie Spears, pai da estrela pop, teria contratado uma empresa de segurança para espioná-la secretamente. Vale lembrar que a ação é considerada ilegal e uma invasão de privacidade.

Quem fez a revelação foi Alex Vlasov, que trabalhou por nove anos na empresa Black Box, contratada pela pai de Britney para fazer sua segurança e gravar secretamente suas conversas, telefonemas e até mensagens de texto.

Vlasov afirmou que seu ex-chefe, Edan Yemini, Jamie Spears e Lou Taylor – que dirige a Tristar Sports and Entertainment, responsável pela gestão de negócios, contabilidade e finanças de Britney – estavam em um bate-papo em grupo, monitorando de perto cada movimento de Spears e seus relacionamentos pessoais.

Ele disse que a equipe de segurança também era responsável por garantir que Britney tomasse todos os medicamentos. “Realmente me lembrou de alguém que estava na prisão e os seguranças basicamente foram colocados em uma posição para serem os guardas da prisão”, acrescentou. Segundo Alex, gravações foram feitas secretamente até do quarto da cantora.

Sendo assim, o advogado Mathew Rosengart afirmou ao jornal The New York Times:

“Qualquer interceptação ou monitoramento das comunicações de Britney – especialmente conversas advogado-cliente, que são uma parte importante do sistema judiciário, representaria uma violação vergonhosa da privacidade dela e um exemplo perfeito da privação de suas liberdades civis. Colocar uma escuta no quarto de Britney seria particularmente indesculpável e vergonhoso e corrobora muito seu depoimento forte e tocante depoimento.”

Os representantes da Black Box e de Jamie Spears, no entanto, negaram qualquer comportamento ilegal ou antiético.

“O Sr. Yemini e a Black Box sempre se comportaram dentro dos limites profissionais, éticos e legais e estão particularmente orgulhosos de seu trabalho em manter a Sra. Spears segura por muitos anos“, disse um advogado da empresa em um comunicado, acrescentando que não entraria em detalhes por causa da confidencialidade do cliente.

“Suas ações foram feitas com o conhecimento e consentimento de Britney, seu advogado nomeado pelo tribunal e/ou o tribunal”, acrescentou o advogado de Jamie Spears. “O histórico de Jamie como tutor – e a aprovação do tribunal de suas ações – falam por si. Jamie ama Britney inabalavelmente e deseja apenas o melhor para ela. Ele nunca deixará de amar ou apoiar sua filha.”

Durante o documentário, Vlasov alegou que um dispositivo de gravação de áudio foi colocado no quarto de Britney, gravando conversas privadas entre Spears e seus filhos e namorado. Ele também disse que um dia Yemini pediu a ele para “limpar” um dos dispositivos e uma unidade USB – dizendo que havia um material “extremamente sensível” que ninguém podia ver. Vlasov disse que manteve uma cópia, embora não tenha entrado em detalhes sobre o conteúdo.

Ele continuou dizendo que todos os homens na vida de Britney teriam que assinar contratos de confidencialidade e que foram seguidos por investigadores.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio