ludmilla brunna
A cantora Ludmilla e sua esposa Brunna Gonçalves (FOTO: Reprodução)

A bailarina e esposa da funkeira Ludmilla, Brunna Gonçalves, nascida e criada em Nilópolis, na Baixada Fluminense, se emocionou em duas situações em uma conversa através de uma transmissão com a jornalista e rainha de bateria da Beija-Flor, Raissa de Oliveira. Na live intitulada “Papo de Rainha”, ao ser questionada quem era a Brunna Gonçalves além de bailarina e digital influencer, ela desabafa:

“A Brunna é uma menina batalhadora, ela não se importa com o que os outros falam dela, a Bruna usa o cabelo dela cacheado, natural, a Brunna usa a lace dela e se quiser acordar loira ela vai acordar, se ela quiser acordar morena ela vai acordar e ela não está nem aí para que os outros vão dizer. A Brunna é esta mulher livre que… ai gente eu até me emociono. Eu fico muito feliz em ver minha história, a mulher que eu me tornei. É isso gente, eu tenho orgulho de mim”, revela a influencer quase chorando.

ludmilla brunna
A cantora Ludmilla e sua namorada Brunna Gonçalves (FOTO: Reprodução)

E o segundo ponto de muita emoção foi quando Brunna recordou o início de sua carreira, ainda na Baixada:

“Eu comecei a fazer aula de dança em uma academia de dança atrás da minha casa e conforme foi passando o tempo fomos fazendo escola de samba, ala coreografada, comissão de frente, guardiões de porta-bandeira, foi assim que eu comecei a trabalhar com a dança (…). Quando eu dançava eu não tinha condições de pagar uma escola de dança sofisticada, de nome. A academia Alledance, onde eu fazia aula, era um lugarzinho simples, só que eu aprendi muito lá. Tudo que eu sei da dança foi por causa da minha professora Alessandra. Ela me ensinou muito! Então, não desdenha dos lugares. Eu tenho orgulho de sair de lá, por causa dela eu fiz minha audição, por causa dela eu passei em tudo”, relembra, afirmando ser chorona.

VEJA TAMBÉM: A história por trás da foto icônica dos Beatles na faixa de pedestres

Brunna relatou ainda que já realizou grandes sonhos, como ter a casa própria, ter se casado e de ter reconhecimento profissional como bailarina e que o único que falta realizar é: Ser mãe:

“Olha eu sempre tive o sonho de casar e casei. Minha casa eu já tenho. Na minha profissão sou super realizada. A única coisa que falta para eu acabar com as minhas realizações é ser mãe. A única coisa que falta para eu realizar todos os meus sonhos”, confessou.

Ela ainda disse que não se preocupa com o sexo do bebê e nem está se programando para engravidar: “O que vier está ótimo! Eu não tenho previsão mas quando Deus quiser vai vir”.

A esposa da Ludmilla disse estar lidando muito bem com a quarentena, ao lado da amada. Em isolamento social, elas estão aproveitando as dependências da residência, coisas que elas não tinham tempo de aproveitar antes por conta da agenda de shows:

“Eu tenho uma esposa que ela é hiperativa. Ela me fez comprar uma chuteira para jogar futebol. Eu não sei nem fazer uma embaixadinha. A gente joga futebol, a gente está explorando lugares da casa que a gente não tinha oportunidade, não tinha tempo. Tipo sauna, jacuzzi, piscina, academia, sala de jogos. A gente sempre está em uma parte da casa para poder aproveitar e não cair na rotina. Vejo muitos filmes e malho, tento voltar a esta rotina. A gente sempre tenta inventar alguma coisa senão a gente fica doida”, confessou.