Bruno e Marrone defendem uso de cloroquina contra coronavírus e elogiam Bolsonaro

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Neste sábado (dia 4) foi realizada uma live conjunta sertaneja intitulada BBQ Mix com diversos sertanejos. Promovida pelo escritório Audiomix, o evento virtual reuniu Leonardo, Edson e Hudson, Bruno e Marrone e os Parazim.

A dupla Bruno e Marrone protagonizou momentos controversos na live incluindo uma atitude em defesa ao uso de cloroquina no tratamento contra a Covid-19.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

VEJA TAMBÉM: Após ser chamada de cobra por Ludmilla, fãs de Anitta contra-atacam e pedem “ajuda” de Cardi B

Marrone afirmou que teve Covid-19 e que chegou a se tratar com cloroquina, azitromicina e corticoide. Bruno, por sua vez, brincou afirmando que só bebeu cachaça, pois teve o coronavírus e achou que era “ressaca” minimizando os efeitos da pandemia que já tirou a vida de mais de 64 mil pessoas no Brasil. Os músicos ainda disseram que o presidente Bolsonaro está correto em sua defesa do medicamento.

https://twitter.com/BauDoSertanejo/status/1279601387245129731?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1279601387245129731%7Ctwgr%5E&ref_url=https%3A%2F%2Fportalpopline.com.br%2Fbruno-marrone-defendem-cloroquina-contra-covid-19%2F

Vale ressaltar que a Organização Mundial de Saúde (OMS) já retirou a hidroxicloroquina de seus estudos científicos por resultados negativos do tratamento do coronavírus. Vale lembrar que a medicação ainda pode contribuir para efeitos colaterais prejudiciais a saúde já tendo feito vítimas fatais por arritmia cardíaca.

Através dum comunicado, a OMS apontou que o uso da hidroxicloroquina não reduz a mortalidade de pacientes com Covid-19 em comparação ao padrão de atendimento com outros medicamentos. O Brasil segue como o único país que continua apoiando o uso da medicação na pandemia.

Vale lembrar que Bruno e Marrone receberam o título de Embaixadores do Turismo Brasileiro, em agosto de 2019, depois duma reunião com Bolsonaro e Gilson Machado, presidente da Embratur (Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo). Na primeira live da dupla, feita em 8 de abril, Bruno terminou a transmissão usando o bordão da campanha presidencial, só que com as palavras alteradas: “Deus acima de tudo, Brasil acima de todos”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio