Os rapazes do grupo BTS (FOTO: Reprodução)

A banda de K-pop BTS lançou na última sexta-feira (20) seu novo álbum, que eles descreveram como uma “carta de esperança“.

A banda deu uma coletiva de imprensa em Seul para revelar “BE,” seu segundo álbum este ano. Inclui o sucesso em inglês “Dynamite”, que liderou a parada da Billboard Hot 100 pela primeira vez para um grupo sul-coreano.

Dezenas de jornalistas de Seul passaram por duas verificações de temperatura, um registro de saúde e um spray desinfetante antes de entrar no local em meio a um aumento de casos de coronavírus no país.

A banda – composta por J-Hope, RM, Suga, Jungkook, V, Jin e Jimin – disse que queria enviar “uma carta de esperança” de que a vida continua apesar das incertezas durante a pandemia.

VEJA TAMBÉM: Francinne denuncia produtor por estupro e agressões

Jin disse que espera que as pessoas possam se relacionar com as emoções do álbum de vazio e ansiedade e encontrar conforto nos sentimentos compartilhados.

A banda, que estreou em 2013, se tornou a maior boy band do mundo, lotando estádios em todo o mundo e entregando uma mensagem em vídeo na Assembleia Geral da ONU este ano.

Suas canções, cheias de letras íntimas e socialmente conscientes, são creditadas por seu sucesso. Ao contrário de outras bandas de K-pop que mantêm cuidadosamente as personalidades criadas por suas gravadoras, o BTS é conhecido por seu envolvimento ativo com os fãs – conhecido como ARMY – por meio das redes sociais. O BTS tem mais de 30,8 milhões de seguidores no Twitter.

RM disse que a banda abriu o processo de produção do álbum pela primeira vez, compartilhando seus pensamentos e trabalho nas redes sociais. “Queríamos que os fãs sentissem que fizemos esse álbum juntos” durante a pandemia, disse ele.

Suga não compareceu à entrevista coletiva devido a uma lesão no ombro.