BTS: Jimin teve gesto fofo ao descobrir que amigo se alistaria ao exército

Publicado em 4/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Jimin, do BTS, é conhecido por sua doce personalidade, e ele fez algo comovente quando seu amigo disse que ele estava se alistando no exército.

Quando BTS teve uma pausa de 3 dias, Jimin contou que comeu com seu pai no primeiro dia. Seu amigo então disse que ele estava se alistando no exército, então Jimin rapidamente foi para Busan (sua cidade natal) se despedir de seu amigo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Jimin conhecia esse amigo desde o ensino médio, e eles mantiveram sua amizade por muitos anos. No dia seguinte, Jimin passou um tempo com sua família

Assista ao vídeo:

BTS revela quais nomes artísticos eles quase escolheram

Seria difícil imaginar os membros do BTS com nomes artísticos diferentes, mas eles compartilharam os nomes artísticos com os quais quase estrearam ao longo dos anos. Aqui estão 8 nomes artísticos com os quais os membros do BTS quase estrearam.

(FOTO: Reprodução)

1. Seagull, Tattoo, Ian (Jungkook)

Em um episódio de Knowing Bros da JTBC, Jungkook compartilhou que “Seagull” era um de seus nomes artísticos em potencial, já que ele é de Busan e o pássaro oficial da cidade de Busan é a gaivota. “Tattoo” e “Ian” também foram considerados para o nome artístico de Jungkook, mas todos eles foram descartados no final!

https://lh3.googleusercontent.com/klPKq4TvcDglktDEjDZ8DKzPqfig2Wcg5KzPIkrjXWUTP1RrDBZ45MQCVER5ztqUFoBV_c3tijxK5q2k1-Xz1dSE4QTqq5Ubhxkv0b1huCUO0Xld=w380-nu-rh-e365

2. Baby J e Baby G (Jimin)

No The Tonight Show, estrelado por Jimmy Fallon, Jimin foi questionado se era verdade que ele quase estreou com o nome artístico de “Baby J.” “Jimin, quando vocês estavam decidindo os nomes artísticos, é verdade que você quase decidiu ir com “Baby J? O que mais estava na disputa?”, perguntou Jimmy. Jimin confirmou que isso é verdade! Ele também compartilhou que “Baby G” também foi considerado. No final das contas, Jimin não escolheu nenhum desses nomes, pois pareciam muito estranhos para ele! “Mas quando pensei em dizer, ‘Olá, sou o bebê J’, isso soou muito estranho, então decidi continuar com meu nome verdadeiro”, disse Jimin.

https://lh3.googleusercontent.com/05ws1ddwHT9Iq7PueI86QThU_gcqJLJoqQuU9WCDOmnoBK1LShjQuqUr5GCL-tmqODnqMIquwU8UYoQpcghFSHjS5Q56wp0ynofebj9R3Z8YXzo=w380-nu-rh-e365

3. Gloss (Suga)

Antes de Suga estrear na BTS, ele era letrista ativo em sua cidade natal (Daegu) e usava o nome artístico de “Gloss”. Ele originalmente queria continuar usando este nome, mas a agência de BTS desaconselhou e pensou que o nome não teria muito impacto e que ele deveria escolher algo mais bonito. Bang Si Hyuk, o chefe da agência BTS, sugeriu mais tarde o nome “Suga”. Suga gostou do nome, pois contradiz sua aparência no palco. Ele também gostou por causa de sua ligação com a posição que jogava no basquete (guarda chute), já que “Suga” é composto pelas duas primeiras partes dessas palavras.

(FOTO: Reprodução)

7. Rex e Cis (V)
Quando o BTS foi convidado na YamanTV da Mnet, V compartilhou que escolheu o nome artístico “V” em vez de nomes como “Rex” e “Cis”.

(FOTO: Reprodução)

CONFIRA TAMBÉM: Stray Kids libera vídeo divertido dos bastidores do trailer de “NOEASY”

BTS: Suga revela o quão desgastante é a vida de idol

Suga, do BTS, é grato por sua empresa, a BIGHIT MUSIC. Em uma entrevista para à Weverse Magazine, ele compartilhou sobre as dificuldades, e o quão desgastante é o sistema promocional da indústria de idols, especialmente no que diz respeito aos programas e shows de música.

O cantor foi questionado: Não é exagero dizer que você alcançou a maioria das conquistas possíveis na indústria da música como artista. Porém, o que você acha que é necessário nas atividades promocionais para os artistas que vieram depois do BTS?”

A forma como os artistas promovem é muito difícil. Assim que suas promoções começam, eles aparecem em um programa de música por dia e sentem muito cansaço e há muitos casos em que isso se acumula e causa lesões. E, apesar disso, não é como se eles fossem pagos para fazer shows de música. E assim, embora eles sejam tão ativos, não há resultados tangíveis e por isso eles vão ficar desanimados. Se for possível, seria bom para eles terem apenas um estágio que seja alto em termos de completude, mas dada a situação atual, isso é bastante difícil. E a natureza do nosso trabalho não é comum, portanto, há circunstâncias em que as leis que o protegem são bastante ambíguas. Acho que o sistema de negócios precisa ser mais desenvolvido.”

Os sistemas de promoção de shows de música na Coreia do Sul são conhecidos por serem desgastantes, com idols se preparando desde o amanhecer com cabelo e maquiagem e participando de ensaios o dia todo. No entanto, os programas de música não operam em um sistema pago para apresentações, pois é uma oportunidade que muitos artistas, especialmente novatos, desejam que seus nomes sejam conhecidos do público em geral.”

O membro do BTS também discutiu sua posição na indústria do entretenimento como cantor, rapper e produtor. Ele concordou que o sucesso é extremamente difícil de alcançar e ele foi capaz de ir tão longe graças à sua gravadora.

A grande coisa sobre a gravadora que estou trabalhando é que eles ouvem as opiniões dos artistas. Acho que tanto nós quanto a gravadora sabemos até certo ponto quais tipos de atividades seriam melhores do ponto de vista comercial“.

Ele também sabia que seu próprio trabalho árduo e perseverança não podiam ser prejudicados. Se outros artistas esperam ter sucesso, eles devem ser capazes de suportar sua agenda cansativa tanto quanto possível.

Mas a questão é se o corpo pode suportar isso ou não. Se o cansaço aumentar conforme você faz continuamente essas atividades promocionais, é difícil fazê-las da maneira que você fazia quando estreou“.

(Foto: Reprodução)

Ao mesmo tempo, as empresas devem saber quando é o suficiente. Suga repreendeu as agências que sobrecarregam seus artistas cansados.

Nesse caso, acho que a gravadora deve acomodar ativamente as visões do artista sobre o que ele pode ou não fazer. Uma atitude que é tipo, ‘Oh, nós criamos vocês, crianças, e contanto que vocês façam o que mandamos, tudo dará certo, então apenas façam’ – acho que realmente não faz sentido“.

(Foto: Reprodução)

Como alguém que está no setor há anos, ele já viu situações de abuso. Ele chamou esse tipo de empresa de “maior problema” do setor.

Claro, ainda pode haver situações em que a gravadora tenha que ser agressiva assim, obviamente. Mas ouvi dizer que houve momentos em que uma gravadora apenas dizia ‘Faça’, sem nenhuma explicação para o artista, ou ‘Por que você está falando tanto?’ Acho que esse é o maior problema e está destruindo a indústria. Se você apenas vê o artista como um produto, como eles podem fazer algo criativo?

Na opinião de Suga, a condição saudável do artista é essencial para uma ótima performance: “Eu realmente acho que é muito contraditório pedir às pessoas no palco que façam uma performance agradável quando não estão experimentando diversão nem prazer“.

O cantor também olhou para trás em partes importantes de sua carreira, quando foi questionado: “Como foi a sensação de estar na programação do Grammy Awards, um dos ícones da indústria musical dos Estados Unidos?”

O sentimento foi menos imediato porque não podíamos estar lá pessoalmente, e não era uma grande diferença.” Porém, a performance de “Dynamite” foi algo que ele gostou: “Mas a performance me fez pensar, ‘Isso é diferente, porque são os GRAMMYs.’”

Suga expôs sua visão dos programas de premiação americanos. Entre as primeiras aparições do BTS na TV nos Estados Unidos estavam o Billboard Music Awards de 2017, o American Music Awards de 2017 e o Billboard Music Awards de 2018. Embora estivesse nervoso no início, ele gradualmente se sentiu mais confortável e confiante.

O que mudou minha visão desde a primeira vez que fui a uma cerimônia de premiação da música americana foi, na primeira vez que fui, eu estava realmente com medo do maior mercado musical do mundo. Mas quando olho para trás agora, acho que não tenho nenhum motivo para me sentir tão intimidado.

Agora, quatro anos após a primeira aparição do grupo em um show de premiação, Suga finalmente está em seu melhor momento: “Para ser honesto, só agora comecei a desfrutar das cerimônias de premiação; Eu não fui capaz de fazer isso.

BTS: O dia que Jungkook arrancou alguns pelos do braço de V

Jungkook, do BTS, é amoroso e brincalhão, e alguns desses momentos são com os outros integrantes do grupo. No entanto, seus colegas sempre aceitam seu comportamento e quase nunca ficam bravos.

Jungkook uma vez decidiu ser um pouco brincalhão com V, e V teve a melhor reação. Quando V e Jungkook estavam sentados um ao lado do outro, Jungkook decidiu puxar o cabelo do braço de V! V ficou um pouco surpreso com isso.

V então se virou para Jungkook e bateu levemente em sua cabeça. Bom, Jungkook tava tão ocupado em seu mundo que nem percebeu. Assista ao momento:

BTS: a banda que move a economia da Coreia do Sul

BTS é uma das bandas mais populares do mundo. O grupo alcançou vários sucessos No.1 na Billboard , tocou na frente de milhões de pessoas, ganhou vários prêmios e virou embaixador de marcas. O grupo de sete membros é uma força na indústria da música, com alguns comparando-os aos Beatles. As informações são do NPR.

De acordo com o Instituto Coreano de Cultura e Turismo, do Ministério da Cultura, Esportes e Turismo do país, o BTS está trazendo cerca de 5 bilhões de dólares para a economia sul-coreana a cada ano. O grupo está alimentando interesses em todas as coisas coreanas – turismo, idioma, filmes, televisão, moda e comida.

O jornalista Tamar Herman observa que o sucesso do grupo não é idêntico ao dos grupos K-pop anteriores. O BTS é muito ativo nas redes sociais, com tweets e vídeos que conquistam milhões de visualizações e curtidas. Os fãs leais, também conhecidos como ARMY, apoiam o grupo com suas vozes e carteiras. Por exemplo, mais de 1,3 milhão de espectadores pagaram para assistir ao recente show online do grupo.

Billboard Hot 100: BTS deve recolocar “Butter” no topo

Dança das cadeiras no mundinho BTS! Na atualização da Billboard Hot 100 desta semana, o grupo sul-coreano deve se manter no topo. Dessa vez, porém, com o hit “Butter”.

A música passou 7 semanas no topo da principal parada de singles dos Estados Unidos. Porém, na semana passada, foi destronada pelo mais recente single do grupo, “Permission to Dance”.

Agora, em previsões da lista, que será atualizada nesta segunda-feira (26), “Butter” retorna ao topo para sua 8ª semana não-consecutiva em 1º lugar.

Se confirmado, “Butter” aparecerá com mais de 100 mil unidades vendidas (sem contar os streamings). Isso significa um aumento de mais de 40% em relação à semana anterior, quando ficou na 7ª posição. Já “Permission to Dance” deverá cair para o sétimo lugar da Hot 100.

Além disso, “good 4 u”, de Olivia Rodrigo, deverá permanecer na segunda posição, enquanto “Levitating”, de Dua Lipa, deverá fechar o Top 3.

BTS fala sobre sucesso na Billboard: “Parece um sonho”

Neste sábado (24), os membros do BTS apareceram no ‘News 8’ da SBS para sua entrevista especial e responderam francamente às perguntas. Sobre sua sequência histórica na Billboard Hot 100, RM comentou: “Na verdade, parece um sonho. Não pensamos que ‘Butter‘ poderia liderar as paradas por sete semanas consecutivas quando lançamos a música pela primeira vez. Brincamos sobre passar o bastão quando lançamos nossa nova música, mas é realmente uma honra que se tornou verdade. Eu gostaria de agradecer a todos os ouvintes e ao ARMY por isso.” 

Jin acrescentou: “Eu descobri sobre isso (BTS sendo uma das três sequências históricas no Billboard Hot 100) online e acredito que foi possível por causa do ARMY. Sou grato por eles terem ouvido nossa música e trabalharemos mais duro em troca de seu amor. Eu te amo, ARMY”

Ao incorporar a linguagem de sinais internacional como parte da coreografia de “Permission to Dance“, J-hope disse: “Queríamos passar energia positiva, conforto e esperança para muitas pessoas ao redor do mundo, então escolhemos a linguagem de sinais internacional.” Ele então explicou que as línguas de sinais significam “diversão”, “dança” e “paz”. Ele também explicou sobre o single: “Estávamos ansiando por algo que pudéssemos desfrutar com o público devido à pandemia de longa duração. É uma oportunidade para interagirmos com os fãs e também sermos confortados por eles. ” 

SUGA confirmou que gostaria de enfrentar outro desafio para ser nomeado e, com sorte, ganhar o Grammy. 

V compartilhou seus pensamentos sobre “Blue & Grey“: “Ninguém, incluindo nós, poderia ter previsto esta situação. Toda a nossa programação foi cancelada de repente, então sentimos uma sensação de vazio e até nos sentimos deprimidos e ansiosos. Eu queria compartilho essas emoções com a maior franqueza possível, então eu as anoto em uma nota. A depressão e a ansiedade foram expressas nas cores azul e cinza. A música foi incluída em nosso álbum anterior, ‘BE’”.

Recentemente, o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, nomeu o BTS como enviado especial do país para representar a diplomacia pública, e eles falaram sobre isso: “Somos parte da geração do milênio e podemos dizer que crescemos junto com os jovens da geração atual. Queríamos ajudar a afetar a sociedade, por mais minúsculo que tenhamos impacto. É uma responsabilidade pesada, mas também a estamos levando avante com o coração alegre. Vamos sair e fazer o que pudermos e faremos o nosso melhor para cumprir nossos deveres antes de retornar.”

Sobre se sentir pressionado por seus álbuns, Jimin disse: “Em vez de sentirmos que precisamos realizar algo, às vezes temos dificuldade porque não sabemos como retribuir o amor de nossos fãs. Existimos por causa de nossos fãs e do público e é difícil quando não podemos retribuir seu amor o suficiente.” 

Jungkook comentou sobre seus objetivos individuais, “Eu sou o tipo de pessoa que quer fazer muitas coisas. Eu realmente gosto do que estou fazendo agora, então além de meus objetivos e sonhos como cantor, não há nada que eu queira para realizar como um indivíduo. Eu quero conhecer nossos fãs, ARMY. Eu acredito que esse é o meu sonho.”

BTS participará da próxima Assembleia Geral da ONU

Isso que eu chamo de sucesso! O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, nomeu o BTS como enviado especial do país para representar a diplomacia pública em eventos oficiais internacionais.

Com o posto, intitulado “enviado presidencial especial para as gerações futuras e cultura”, o grupo sul-coreano participará de importantes reuniões ao redor do mundo, incluindo a 75ª sessão da Assembleia Geral da ONU, marcada para setembro.

Leia o anúncio na íntegra: “BTS participará de grandes conferências internacionais, como a 75ª Assembleia Geral da ONU em setembro como um ‘Enviado Especial Presidencial para as Gerações e Cultura do Futuro’, para transmitir mensagens de conforto e esperança aos jovens do mundo. Também realizarão diversas atividades relacionadas ao meio ambiente, melhoria da pobreza e da desigualdade e respeito à diversidade.”

“As atividades que o BTS, que tem espalhado esperança e energia positiva para as pessoas ao redor do mundo que estão exaustos da prolongada C0vid19, estará realizando como um enviado presidencial. [O BTS] foi escolhido para melhorar a imagem do país em questões globais por meio de colaborações em atividades em todo o mundo”, disse Park Suhyeon, porta-voz do presidente sul-coreano.

BTS quebra mais um recorde no Japão com CD “Butter”

BTS é um fenômeno em todos os formatos de consumo de música. Além do sucesso em vendas digitais, o grupo sul-coreano quebrou mais um recorde no Japão com a versão física do single “Butter”. O novo CD fez sua estreia em 1º lugar na Oricon, a principal parada de álbuns no país.

A conquista tornou BTS o primeiro artista estrangeiro a ter nove álbuns no topo da parada de álbuns da Oricon. A versão física de “Butter” debutou no topo com 195 mil cópias vendidas entre os dias 12 e 18 de julho.

(FOTO: Reprodução)

Vale ressaltar que o single “Butter” liderou a parada de streaming da Oricon, no Japão, por oito semanas consecutivas. Pois é, fenômeno em todos os formatos!

BTS domina paradas da Billboard com novo hit

BTS dominou as paradas da Billboard desta semana com seu último hit. Conforme anunciado anteriormente, a nova música do grupo, “ Permission to Dance ”, fez sua estreia histórica em primeiro lugar no Hot 100, ranking semanal das músicas mais populares nos Estados Unidos. No entanto, as realizações da música não param por aí!

Na atualização desta semana, “Permissão para Dance” também garantiu o 1 º lugar na Billboard Digital Song Sales, Global 200 e Global Excl. U.S. (que contabiliza mais de 200 países, com exceção dos Estados Unidos). Além disso, o BTS subiu de volta ao nº 1 na Artist 100 para sua 17ª semana não consecutiva no topo, estendendo seu próprio recorde como o grupo com mais semanas na liderança da parada.

Mesmo com a chegada agitada de “Permission to Dance”, o hit anterior do BTS, “ Butter ”, também se manteve forte nas paradas da Billboard. “Butter” figura na 7ª posição da Billboard Hot 100 em sua oitava semana, e ficou em 2ª posição na parada de vendas de músicas digitais, na 3ª posição na Global Excl. U.S., e na 6ª posição na Global 200.

“Butter” também manteve seu lugar na décima posição na parada Pop Airplay (que mede as execuções semanais nas principais estações de rádio dos Estados Unidos). Enquanto isso, o hit de longa data do BTS, “ Dynamite ” – laçado em 2020 – alcançou a 16º posição no Global Excl. U.S. e a 21ª posição no Global 200. Por fim, “Permission to Dance” ficou em 8º lugar na parada de streaming desta semana, enquanto “Butter” aparece na 27º posição.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio