BTS: RM revela seu combate à depressão e o que o ajuda a sobreviver a cada dia

Publicado em 13/09/2021 15:43
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O RM do BTS realizou uma transmissão ao vivo em seu 27º aniversário. Durante isso, ele ficou vulnerável com ARMY e revelou como ele realmente estava agora. A maioria das pessoas, especialmente as celebridades, simplesmente responde que está indo bem ou bem quando seus fãs perguntam: “Como vai você?” No entanto, RM falou honestamente ao se abrir, compartilhando seus sentimentos pessoais sobre o combate à depressão.

(FOTO: Reprodução)

“Eu estava dizendo que todo dia é uma luta, basicamente. Sabe, para não perder na frente da depressão e ficar exausto, desisti”. Ele descreveu como sua rotina se tornou monótona hoje em dia, já que ele faz a mesma coisa há quase dois anos. Ainda assim, ele tenta fazer coisas para sua saúde física e mental. “Então, todos os dias eu acordo, limpo meu quarto, rego plantas, faço exercícios … Você sabe, já se passaram dois anos, e todo dia é uma luta.”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Apesar de tudo, ele continua a perseverar em todas as lutas com o ARMY como motivação. Ele reconhece todo o amor que recebe e espera retribuí-lo. Ele conta: “Eu tenho que retribuir por todo o amor que estou recebendo agora … como vocês estão dizendo, me dizendo ‘feliz aniversário’, todas as vezes, ainda mais do que eu.”

https://lh3.googleusercontent.com/kFMkoyothc6HpAT8sY-rDX1S7dT_Lyvb4EZEMqu445ExC4QpcutDq2uA5suUcGLMP9iub9v2_ToIuIrD5WFTrbmmeU5pwmt6qaTXc7QiJ6tbBYk=w380-nu-rh-e365

RM tem feito tudo o que sabe para superar esses tempos difíceis e incertos desde COVID-19. Ainda assim, alguns dias parecem piores do que outros, e suas palavras ressoam com muitos de nós agora. “Então, sim, todo dia eu acho que é uma guerra para mim, e eu realmente odeio isso, mas é a única coisa que posso fazer agora, e sim, é apenas viver, apenas vida”, finalizou ele.

CONFIRA TAMBÉM: Kelly Clarkson é detonada após errar foto de BTS em seu programa

Enquanto muitos de nós sentimos falta de ver o BTS, especialmente em pessoa, o sentimento é certamente mútuo. Como a maioria de nós, ele ainda tem esperança de um dia estar com o ARMY novamente. “E eu pude sentir o quanto vocês sentem sua falta, e nós sentimos o mesmo, então, depois que essa guerra cansativa e doentia passar… Depois disso, estaremos voltando ao ponto de onde estávamos. Essa é a minha esperança. Essa é tudo o que eu tenho agora, eu acho, então eu só faço o que ainda posso fazer por 2 anos”, disse RM.

Ele concluiu dizendo que não era “nem ruim nem bom ao mesmo tempo. Apenas vivo.” Este é um sentimento com o qual todos nós podemos nos identificar.

Devemos continuar a cuidar de nós mesmos, mesmo quando não temos vontade. Como a BTS sempre enfatiza, ame a si mesmo.

Assista a um vídeo da transmissão ao vivo de RM abaixo:

BTS: O dia que RM teve que escolher entre ser líder do grupo e virar cantor solo

O membro do BTS, RM, provou repetidamente que é um grande líder. Ele lidera o grupo K-pop, composto pelos membros Jin, Suga, J-Hope, Jimin, V e Jungkook, há mais de oito anos. No entanto, uma vez ele foi levado a acreditar que não estava fazendo um bom trabalho.

Em 2014, durante um especial no 4 Things Show da Mnet, Bang Si-hyuk (também conhecido como Bang PD), o fundador da Big Hit Entertainment, decidiu ligar para RM em seu escritório e gritar com ele, como parte de uma brincadeira. Assim que a reunião improvisada começou, RM foi acionado por vários motivos. Chegou ao ponto de Bang PD dizer que estava relaxando em vez de produzir música. 

Enquanto RM tentava argumentar, Bang PD se voltou para Suga e J-Hope, perguntando quantas músicas eles produziram. Enquanto Suga disse três, J-Hope revelou que estava trabalhando em uma naquele momento. 

RM ouviu pacientemente, com a cabeça baixa, enquanto Bang PD lhe dava um sermão. Ele chegou a um ponto em que disse: “Se você vai ser assim, por que não vai sozinho?” RM se recusou a responder. No entanto, Bang PD continuou com o assunto. 

“Você vai ficar bem se cantar sozinho?” ele perguntou. RM respondeu: “Sim”. “Você não está querendo ir solo, está?” Bang PD perguntou novamente. “Não”, foi a resposta de RM. “Deixe-me perguntar de novo, solo ou Bangtan Boys?” ele finalmente perguntou. “Bangtan,” RM respondeu instantaneamente. 

Logo, RM foi informado de que era uma brincadeira e seus colegas membros do BTS correram para fora do esconderijo para ver se ele estava chorando. “Eu não estava ciente (da câmera escondida). Eles agiram muito bem. Havia uma câmera, então como é que eu não percebi?” RM disse, na entrevista. “Eu não vi nenhuma dica. Achei que minhas habilidades de observação são muito boas”, acrescentou. 

BTS: Veja a lista de todos os livros que RM já mencionou

RM, líder do BTS, não esconde que a leitura é uma de suas maiores paixões. O astro costuma compartilhar recomendações de livros com os fãs do grupo. Com isso, o site sul-coreano BookDB decidiu montar uma lista de todos os livros que ele mencionou ou foi visto lendo até agora.

A lista, como BookDB aponta, é “como um arco-íris, cobrindo um amplo espectro de gêneros”. De romances fictícios a poesia, clássicos atemporais a autoajuda, o integrante do BTS já leu todo tipo de livro.

“A estante de livros de uma pessoa diz muito sobre uma pessoa… E esses livros tiveram uma certa influência em fazer de RM quem ele é hoje”, diz a publicação.

Confira a lista (apenas algumas obras ganharam tradução em português):

Não Ficção

11PM, One Bite Elephant, de Hwang Kyung
Days At The Small Store Buying Happiness With Coins, de Lee Me Kyeoung
O Último Sopro de Vida, de Paul Kalanithi
I Want to Die But I Want to Eat Tteokpokki, de Baek Se Hee
I’m Glad to Live Like Bonobono, de Kim Sin Hoi

Ficção

Kafka à Beira-mar, Norwegian Wood, 1Q84, O Assassinato do Comendador – Haruki Murakami
Azul Quase Transparente – Ryū Murakami
Cobras e Piercings – Hitomi Kanehara
Kitchen – Banana Yoshimoto
A Insustentável Leveza do Ser – Milan Kundera
Como Eu Era Antes de Você – Jojo Moye
Atos Humanos – Han Kang​
Kim Ji-young, Born 1982 – Cho Nam Ju
Guia do Mochileiro das Galáxias – Douglas Adams
História da Sua Vida e Outros Contos – Ted Chiang

Poesia

For This Short While, We From Some Star, Dear Daffodils – Jung Ho Seung
If I Knew Then What I Know Now, Love As If You’ve Never Been Hurt – Ryu Shiva
Seoul-Si – Ha Sang Wook

Clássicos

O Estrangeiro – Albert Camus
Demian – Hermann Hesse
A Metamorfose – Franz Kafka
1984 – George Orwell
Natureza – Ralph Waldo Emerson

Outros

Broad And Shallow Knowledge for Educated Conversations – Chae Sa Jang
How To Live – Rhyu Si Min
Justiça – O que é fazer a coisa certa? – Michael J. Sandel
Breaking Out of the “Man Box”: The Next Generation of Manhood – Tony Porter
O Demônio do Meio-Dia: Um Atlas da Depressão – Andrew Solomon
Don’t Take It Personally – Barbel Wardetzki
Art in Literature – Kim Tae Jin
Basic Writings of Nietzsche – Friedrich Nietzsche
Music: A Very Short Introduction – Nicholas Cook
Uma mensagem maior: Conversas com David Hockney – Martin Gayford
Denken wie Einstein – Theresa Bäuerlein

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio