Caetano Veloso, Ludmilla, Luan Santana e mais artistas lamentam a morte de Paulo Gustavo

Ator faleceu nesta terça-feira (4)

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ator e humorista Paulo Gustavo morreu no Rio nesta terça-feira (4), aos 42 anos, de complicações da Covid-19. Nas redes sociais, artistas como Caetano Veloso, Preta Gil, Jojo Todynho Ludmilla e Manu Gavassi lamentaram a morte do artista.

Manu Gavassi

“Tem pessoas que mexem com a gente profundamente e tem um papel gigante no nosso desenvolvimento e nem sabem… Com lágrimas nos olhos eu decidi escrever pra prestar uma homenagem a essa pessoa que tem estado nos meus pensamentos, meditações e orações nas últimas semanas. Parece mentira porque é inimaginável que seres de luz dessa importância partam dessa maneira. Mas a gente nunca sabe o tempo e missão de casa um nessa nossa breve existência. E que existência… Paulo, acho que nas poucas vezes que te encontrei não tive a oportunidade de dizer o papel que você teve no meu desenvolvimento e auto-confiança como artista (quando eu admiro alguém nesse nível eu não consigo interagir) nem como meu coração disparava de nervoso e torcia pra que um dia a oportunidade de te falar o que sua trajetória me mostrou chegasse. Hoje choro escrevendo isso junto com um país inteiro que te ama. Que aprendeu com você. Que riu (muito, mas muito). E que se sentiu representado com a sua vida. Com todo o meu amor e respeito, com toda a luz que você merece e com meu coração absolutamente partido. Manu”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ludmilla

“Que tristeza, que Deus conforte o coração de toda a sua família, e te receba de braços abertos, eu vou lembrar de você pra sempre meu amigo com esse sorriso no rosto e essa alegria contagiante, você deixou sua marca no mundo, descanse em paz Paulo”.

Jojo Todynho

VEJA MAIS: Luan Santana se empolga e toma atitude após ‘ganhar beijo’ de Juliette no BBB

Padre Fábio de Melo

“Paulo, meu querido, foi a primeira vez que você nos fez chorar.”

Preta Gil

“Te amo pra sempre irmão!!! Tá doendo muito é inacreditável é devastador é injusto!!! Só penso que você cumpriu sua missão aqui na Terra transformando a vida de muita gente, foi um gênio do humor da generosidade da humanidade !!! Tanta coisa pra te falar, agora nos prometemos cuidar dos seus, estamos aqui seus amigos prontos pra apoiar sua tão amada família @dealucia66 @thalesbretas @juamaral00, Júlio, Tia Penha meus amados Gael e Romeo todos os fãs. VOCÊ É ETERNO VAI VIVER PRA SEMPRE EM NOS !!!”

Tati Quebra Barraco

“Sua partida me trouxe uma dor enorme. Quantas vezes, olhei a sua personagem, e me senti a própria Dona herminia. Quantas vezes vi suas entrevistas e senti que éramos próximos. Obrigada por tantas risadas. Vc foi e é um anjo”.

Dilsinho

“Meu amigo, vá com Deus. estávamos acostumados a ligar tudo que diz respeito a você a sorriso, alegria, felicidade , coisas boas e tenha certeza que nunca será diferente. todas as poucas oportunidades que tivemos de conversar falamos sobre família, profissão e sobre a vida. você é vida e sempre vai ser. generosidade, um verdadeiro guerreiro, no ensinou, nos inspirou, nos encheu de amor… obrigado por tanto, descanse em paz”.

Caetano Veloso

“Paulo Gustavo é a expressão da alegria brasileira. Essa alegria que nos veio de fora em forma de fama, já que minha geração cresceu crendo no mito das “três raças tristes” de que nosso povo se teria formado. Nascido já depois da glória futebolística brasileira, do aumento de canções que falam de amores vitoriosos (da bossa nova a Roberto Carlos), do cinema que teve força crítica e, depois, domínio técnico e comunicação com o grande público – e da afirmação do alto nível de criação televisiva – , Paulo, esse poço de talento e gerador de prazer doado ao Brasil por Niterói, encarnou, em seu trabalho e em sua vida pessoal, essa alegria antes apenas mítica. É significativo que a notícia de que o perdemos chegue no dia em que se abre a CPI da Covid no Senado Nacional. O povo brasileiro, que encheu os cinemas para rir com Paulo Gustavo, está de luto. E deve revoltar-se contra os responsáveis por nossa vulnerabilidade frente à pandemia que nos tirou essa pessoa amada por representar nossa vocação para o SIM”.

Zeca Pagodinho

“O Brasil perde um grande artista, uma mãe perde um filho, filhos perdem um pai, um amor se vai… A tristeza é enorme, e por isso manifestamos nossos sentimentos à família e aos amigos de Paulo Gustavo. Também prestamos nossas condolências a todos os que perderam pessoas amadas para esse vírus tão cruel”.

Luan Santana

“As palavras insistem em desaparecer nesse momento de tanta tristeza. Paulo, em nome de todos os brasileiros, muito obrigado por cumprir sua missão com tanta maestria. Você espalhou amor e alegria. Era impossível estar ao seu lado e não abrir um largo sorriso. personagens que fazem parte da nossa vida e levaremos pra sempre com a gente. Como não rir com a “Dona Hermínia”, a “senhora dos absurdos”, o “sem noção”? todo meu carinho aos familiares, amigos, fãs… ao Brasil. O país perde um dos seus maiores artistas, mas o seu legado jamais será esquecido”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio