camila cabello
A cantora de ascendência cubana Camila Cabello (FOTO: Reprodução)

A cantora Kim Petras foi anunciada como a artista que fará o show de abertura da turnê “Romance” da Camila Cabello na Europa. Só que a notícia não foi muito bem recebida. Camila vem recebendo sérias críticas no Twitter, por causa da relação de trabalho entre Kim Petras e o polêmico produtor Dr. Luke.

Kim Petras, uma mulher crescida, acusou Kesha, uma sobrevivente de abuso sexual, de mentir”, tuitou uma internauta. “Camila Cabello, há dois anos, cantou com Kesha no Grammy, supostamente porque a apoiava e agora seu ato de abertura Kim Petras é a maior defensora do abusador e violador de Kesha”, escreveu outro usuário. Existe também alguns fãs que vem defendendo Camila: “insinuar que Camila sabia as bostas que Kim disse sobre Kesha é bobagem. Como vocês podem dizer que apoiam Camila e ao mesmo tempo pensar que ela estaria okay com algo assim?”.

Camila Cabello, realmente, chegou a apoiar Kesha na grandiosa e emotiva apresentação de “Praying” no Grammy 2018. A performance reuniu diversas cantoras no que foi considerado o #MeToo da indústria musical naquele ano.

VEJA TAMBÉM: Gusttavo Lima bebe demais e revela que passa horas “chupando periquita” da esposa

Kim Petras, que é agenciada por Dr. Luke e já declarou que “nunca trabalharia com alguém que acreditasse ser um abusador de mulheres”, sugerindo serem mentiras as acusações movidas judicialmente por Kesha.

Fato é que Kesha perdeu todas as batalhas contra Dr. Luke na Justiça até o momento. O produtor foi declarado vitorioso no processo de difamação que moveu contra ela, por acusações sem provas. Agora, aos olhos da Justiça, é como se Kesha tivesse realmente mentido quando disse à Lady Gaga que Dr. Luke estuprou Katy Perry.

O hitmaker acusa a cantora de ter feito tais acusações apenas para difamá-lo. Kesha afirmava que ele tinha lhe drogado além de também ter sido estuprada por ele. A juíza Jennifer G. Schechter, da Suprema Corte de Nova York, decidiu que Kesha deveria pagar US$ 374 mil em pagamentos de royalties atrasados à empresa de Dr. Luke. Confira mais detalhes da decisão judicial clicando no link abaixo.