Cantora chilena mostra os seios em protesto no Grammy Latino

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os artistas ainda estavam chegando para a cerimônia de entrega do Grammy Latino, em Las Vegas, quando surgiu o primeiro protesto no tapete vermelho da premiação.

Em sua passagem pelo evento, a cantora chilena Mon Laferte exibiu os seios com a mensagem “No Chile, torturam, estupram e matam”. E no pescoço, a artista trazia um lenço verde a favor da legalização do aborto.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Foto: BRIDGET BENNETT / AFP

Mon Laferte venceu a categoria de Melhor Álbum de Música Alternativa pelo disco “Norma”, na 20ª edição do Grammy Latino.

VEJA TAMBÉM: MC Gui é acusado de maltratar outra criança com câncer

Que emoção. [Obrigado] a minha equipe de trabalho, aos meus colegas por acreditar, mas principalmente ao público, às pessoas, aos fãs. Isto é para o Chile“, declarou ela no discurso de agradecimento pelo prêmio. A artista também chegou a ler uma nota a pedido de uma outra cantora chilena, abordando os atuais eventos sócio-políticos que acontecem no país.

Confira abaixo:

Norma Monserrat Bustamante Laferte, conhecida pelo nome artístico de Mon Laferte, é uma cantora e compositora nascida na cidade chilena de Viña del Mar, embora tenha feito a carreira no México. Na lista de seus hits de maior sucesso estão “Amor completo”, “Tu falta de querer”, “Mi buen amor”, entre outros hits.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio