ILUV
Grupo de Kpop ILUV (FOTO: Reprodução)

A cantora Min Ah, ex-integrante do grupo de k-pop ILUV, fez um post de despedida no Instagram e tentou cometer suicídio na última quarta-feira, 15, segundo informações do AllKPop. Entretanto, a gravadora responsável pelo grupo, emitiu uma nota desmentindo a acusação de bullying da artista.

Min, que enfrenta uma longa batalha contra a gravadora WKS ENE, responsável por administrar a carreira do grupo, afirma ter sofrido bullying físico e psicológico por outras integrantes do ILUV. 

Nesta quinta-feira (16), a gravadora de K-Pop veio a público e emitiu um comunicado negando as acusações de bullying feitas pela cantora. “Estamos dizendo claramente que as alegações dela não são verdadeiras“, diz o texto enviado.

LEIA TAMBÉM: Picante! Jojo Todynho prepara clipe sobre sadomasoquismo

Segundo Min Ah, a empresa cometeu bullying, que causou sequelas como: insônia, perda de apetite e peso, chegando a pesar 36 quilos. A gravadora WKS ENE afirma que vai entrar na Justiça contra A ex-integrante Min Ah para que ela responda legalmente por “espalhar rumores e manchar a reputação de seus artistas“.

As seis integrantes do ILUV ficam chocadas e magoadas com a disseminação desses rumores. Em particular, é difícil entender que um membro que nem morava no mesmo dormitório que ela foi apontada como participante desse bullyng“, disse a gravadora. O ILUV acabou cancelado e as integrantes voltarão em agosto como um novo grup, BOTOPASS.

O comportamento da WKS ENE foi confirmado por outra integrante do ILUV, Ga Hyun, que postou no Instagram a frase “que a verdade seja revelada” e respondeu a alguns fãs que “não está do lado de ninguém“. Por conta disso, Min Ah conseguiu deixar o grupo e quebrar o contrato de exclusividade com a gravadora por meio de uma ação judicial.