Cantora gospel que apanhou do marido no shopping se pronuncia pela primeira vez

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na última semana, a web ficou chocada após a cantora gospel Quesia Feital ser agredida pelo seu marido Bruno Feital no Américas Shopping Recreio, localizado no Rio de Janeiro.

Um vídeo, gravado pelo seu amigo e também cantor gospel Juninho Black, mostra a agressão. Pela primeira vez desde a divulgação a cantora resolveu falar sobre o caso.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em entrevista à Marie Clarie, Quesia disse: “É um misto de vergonha, porque você não quer acreditar que está vivendo aquela situação, com aquela gravidade. Mas, uma hora, você percebe que está piorando e não quer aceitar“.

VEJA TAMBÉM: Francinne denuncia produtor por estupro e agressões

Você quer falar, mas ainda tem medo de a pessoa te matar. Só que hoje estou começando a entender que não preciso do perdão dele“, desabafou.

Ela ainda contou que esta não foi a primeira vez que ela foi vítima de violência, e quando era agredida pelo marido, ele argumentava estar “possuído pelo demônio”.

Quesia Feital afirmou que desde o dia seguinte ao casamento, em 2018, já sofria violência e já havia prestado outras duas queixas contra o marido por violência doméstica.

Sobre o dia da agressão filmada, ele relatou: “Esse dia foi o que eu achei que seria o mais feliz. A gente estava trabalhando muito na empresa que a gente abriu e nós estávamos trabalhando muito nas coisas que eu idealizei“.

“Ele falou para eu trabalhar com ele e depois tirar o resto do dia para a gente e eu fui para o shopping para agradá-lo. Eu quis pagar um café e não tinha o chocolate que ele queria. Até os caras que serviram a gente ficaram olhando”, disse.

E continuou: “Eu fui atrás do achocolatado que ele queria. Ele queria o de uma marca específica. Ele ficou muito irritado. Eu achei que era coisa de homem. Mas, de repente ele saiu gritando e eu assustei tanto“.

Quando ele me xingou, eu engoli o choro porque tinha muita gente olhando e ele me empurrou. Já tinha uma mulher filmando, ela era advogada. Ela estava observando desde o início“, contou.

A artista, que tem três filhos de outro relacionamento, ainda disse que perdeu a guarda das crianças por causa de Bruno: “Comecei a ter vergonha do meu filho, você começa a abrir mão para proteger as crianças“.

Ela revelou que Bruno exigia sexo constantemente, mesmo quando o filho dela estava em casa – e, com isso, ela sofreu abusos físicos, psicológicos e sexuais.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio