cardi-b
(FOTO: Reprodução)

Uma escoteira muito esperta acertou em cheio em sua estratégia de marketing para vender cookies. A jovem decidiu remixar uma canção da rapper Cardi B e a nova versão acabou fazendo grande sucesso na web. A conta oficial no Twitter da organização juvenil compartilhou um vídeo da escoteira mirim remixando a música “Money”, em uma delicada versão.

Como visto no clipe abaixo, Kiki Paschall, de 10 anos, está em meio a vários cookies cantando experiências sobre sua vida. “Estive neste jogo desde 2014, vendendo biscoitos é a minha coisa”, ela canta. “Compre Mints finos ou mesmo S’mores. Por favor, abra quando eu bater em sua porta. Woo!”.

VEJA TAMBÉM: Shawn Mendes e Miley Cyrus lançarão música juntos no Grammy Awards

A mãe de Kiki que lhe ajudou a escrever e filmar o vídeo deu uma entrevista ao Good Morning America onde comentou o entusiasmo da sua filha com a produção. “Eu não tenho um trabalho regular das 09-às-17, então eu não posso vender biscoitos no escritório. Eu disse: ‘Você gosta de fazer isso de qualquer maneira, então vamos fazer um videoclipe”, disse ela.

Com a grande repercussão, até mesmo Cardi B mandou uma mensagem apoiando o projeto de Kiki. “Eu quero todos os cookies”, escreveu Cardi B em resposta ao clipe da jovem garota.

Cardi B teria recusado se apresentar com Maroon 5 no intervalo do Super Bowl

Recentemente a revista US Weekly divulgou que Rihanna teria recusado se apresentar no prestigiado intervalo do Super Bowl. A recusa da cantora teria relação com o jogador Colin Kaepernick, que recentemente foi banido da NFL (liga de futebol americana) após um protesto contra a violência policial e o racismo em seu país. 

Agora, faltando poucas semanas para o evento esportivo e com o Maroon 5 confirmado como atração principal, a banda vem enfrentando problemas pra conseguir participações especiais em sua apresentação no evento.

Segundo a US Magazine, Adam Levine e seus colegas de banda esperavam que Cardi B se juntasse a eles para uma participação do hit mundial “Girls Like You”. Porem, uma fonte próxima à organização do evento teria afirmado que a rapper se recusou veementemente a participar do evento em apoio a Colin Kaepernick.

Vale lembrar que em fevereiro de 2018, a rapper já havia recusado a proposta de subir ao palco como atração principal do evento, fazendo com que os produtores tivessem que buscar outros nomes. Em 2017, durante o VMA, a rapper também protestou a favor do atleta, relembre abaixo.

“Colin Kaepernick, contanto que você se ajoelhe conosco, nós estaremos de pé para você, baby. É isso mesmo, eu disse” afirmou a rapper.