Carlinhos Brown fala sobre show polêmico no Rock in Rio quando foi vaiado

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O cantor Carlinhos Brown relembrou a experiência de um show polêmico que viveu na 3º edição do Rock in Rio, em 14 de janeiro de 2001. O astro baiano se apresentou no mesmo dia em que Papa Roach, Oasis e Guns N’ Roses. E acabou enfrentando a ira dos roqueiros presentes.

Durante sua apresentação, o cantor desceu do palco e foi agredido por algumas garrafas plásticas, além das agressões verbais como vaias, xingamentos e até dedos do meio. No microfone, Carlinhos disse: “Eu só jogo amor, não jogo nada em ninguém. Podem jogar o que vocês quiserem porque eu sou da paz e nada me atinge”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Já de volta no palco, o baiano discursou: “Vocês que gostam de rock, vocês têm muito o que aprender na vida. Tem que aprender a respeitar o ser humano, dizer não à violência e a dizer sim ao amor. Acreditem na vida. Agora, o dedinho podem enfiar no traseiro”.

VEJA MAIS: Site expõe dossiê sobre supostas traições de Nego do Borel; confira!

Em entrevista para a Rolling Stone, o cantor relembrou o episódio que marcou 20 anos. Sempre com seu jeito positivo, Carlinhos disse que esse evento foi necessário para ele, como artista se refazer, assim como o público.

Durante a entrevista, Carlinhos Brown mencionou que: “Alguma daquelas garrafas me pegou como um trem bala e me arremessou a espaços jamais vistos. Falo com gratidão, pois ambos – eu como artista e o público -, precisávamos deixar alí certas fraquezas, que enrijecem o aprendizado de encontrar caminhos mais positivos para a convivência das diversidades no nosso país”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio