Mac Miller

Uma autópsia no corpo do músico Mac Miller foi concluída, mas a causa da morte do rapper ainda não está clara para as autoridades norte-americanas. O artista foi encontrado morto na sua casa em Los Angeles na última sexta-feira (dia 7).

Uma porta-voz da polícia de Los Angeles afirmou nesta segunda-feira, dia 10, que investigadores fizeram a autópsia e liberaram o corpo do rapper para a família, mas que uma causa definitiva não será divulgada até que saiam os resultados dos exames toxicológicos do cadáver, o que pode levar semanas ou até meses. As composições de Miller lidavam constantemente com temas como depressão e abuso de drogas, e os seus admiradores e parceiros incluem alguns dos maiores nomes do hip hop.

Ariana Grande, que namorou Miller até o início de 2018, postou uma foto dele em preto e branco, em sua página do Instagram no sábado. Nos comentários da rede social da cantora, usuários chegaram a culpar Ariana pela morte de Miller. A equipe da cantora desativou a opção de comentários na rede social assim que as mensagens e acusações começaram a ser publicadas. A cantora inclusive, tinha recebido diversos comentários nas redes sociais que lhe responsabilizavam pela espiral auto-destrutiva que Mac Miller parecia ter entrado depois do término com a cantora.

Após morte por suposta overdose, policiais não encontram drogas na casa de Mac Miller

A morte precoce do músico Mac Miller foi noticiada na última sexta-feira (dia 7) e uma das hipóteses mais prováveis seria a de overdose, já que o fato dele ser usuário de drogas já era de conhecimento público. Porém, um elemento misterioso passou a fazer parte do caso, já que a polícia fez uma perícia na sua casa, local da morte do rapper, e acabou não encontrando vestígios do uso excessivo de substâncias ilícitas, segundo informações do TMZ.

Investigadores creem que a casa pode ter passado por uma “limpeza” antes do momento da busca dos policiais. Tudo o que foi encontrado foi uma pequena quantidade de pó branco, algo considerado muito pequeno para ser usado como evidência. O fato torna o caso mais estranho, já que alguém que teria usado tanta drogas não conseguiria esconder todas as substâncias consumidas.

VEJA TAMBÉM: Barraco: Cardi B tenta agredir Nicki Minaj durante evento em Nova Iorque

Uma das possíveis narrativas é que alguém tenha tentado “mascarar” as evidências.  Vale destacar que pessoas chegaram a ser vistas na casa de Mac Miller na noite de quinta-feira, mas o próprio rapper não foi visto vivo desde então, de acordo com o relatório policial. A declaração da morte do músico foi publicada no meio da sexta-feira.

Sem poder contar com evidências por meio das investigações, especialistas ligados à polícia estão responsáveis por determinar qual foi a causa de Mac Miller através de exames toxicológicos que realizarão.

“Malcolm McCormick, conhecido e adorado pelos fãs como Mac Miller, faleceu tragicamente aos 26 anos de idade. Ele era uma luz brilhante neste mundo para sua família, amigos e fãs. Obrigado por suas orações. Por favor, respeitem nossos privacidade. Não há mais detalhes sobre a causa de sua morte neste momento”, escreveu a família do músico através de um comunicado.