Ludmilla
A cantora Ludmilla (FOTO: Reprodução)

Após ter seu último clipe sendo classificado como “conteúdo adulto” pelo Youtube, a cantora Ludmilla contou mais detalhes sobre a polêmica. Numa entrevista ao “The Noite” com Danilo Gentili nesta quarta-feira (dia 08), a cantora explicou que acredita que muitos outros tipos de conteúdos no Youtube deveriam ser melhor classificados. No último clipe da cantora, o futurista “Jogando Sujo” um modelo aparece no fim do vídeo mostrando parte do bumbum.

“Não entendi. No final aparece bem borrado um cara de costas, nem dá pra ver a bunda. Tem muita coisa pior no Youtube que deveria ser classificada. Isso acaba atrapalhando o andamento do clipe, pois não pode botar como anúncio, botar em publicidade, e o Youtube faz de tudo para ele não ficar em cima. Tive problema nos três primeiros dias” explicou.

VEJA TAMBÉM: Considerada “machista”, capa de novo single de Maluma tem erros graves de Photoshop

Apesar das restrições ao novo vídeo, Ludmilla admite se orgulhar bastante da produção. “Às vezes a gente fica sozinha, pensando em um monte de coisa louca. Foi uma coisa que eu nunca tinha feito e tinha vontade de fazer. É o meu [clipe] favorito de todos. Cada vez mais eu estou botando a minha essência, as minhas vontades”, celebra.

O mais recente sucesso da cantora, a canção “Din Din Din” que viralizou nas redes sociais, também foi assunto da conversa. “Vi que muita gente precisava falar isso, é uma legião precisando de música com indireta”. E é necessário mandar recado assim? “Precisa. Às vezes a pessoa, por achar tudo isso [que é famosa, bonita, rica], diz: ‘ah, ela não vai querer nada comigo’. Chove gente, mas às vezes não é a pessoa que a gente fica a fim”, explica.

No bate-papo Ludmilla também explicou que a canção “Modo Avião”, lançada em 2016, tem traduzido o atual clima de sua vida pessoal. “Amo essa música porque vivi o momento dela… Sabe quando você tá gostando e fala: ‘melhor eu ir embora, senão eu vou me apaixonar’?’ Às vezes eu só não quero mesmo um relacionamento sério”.