cher
(FOTO: Divulgação)
A cantora americana Cher se manifestou de maneira contundente contra Jair Bolsonaro (PSL), na manhã deste domingo (dia 28), através do Twitter: “Bolsonaro é um porco, que deveria ser preso pelo resto de sua vida”.

VEJA TAMBÉM: Deputado do partido de Bolsonaro pergunta se Pabllo Vittar comprou passagem pra Cuba

Em outro tuite a artista chegou a dizer que o candidato não pode ser considerado confiável “pelo povo incrível do Brasil”.

Eu precisava falar desse político do inferno. Ele é um c*zão, mentiroso, odeia [pessoas] LGBTQ e mulheres. Não pode ser confiável pelo povo incrível do Brasil”, disparou a cantora. Vale lembrar que em setembro, a estrela já havia aderido à campanha do #EleNão.

Cher decide apoiar movimento contra Bolsonaro no Twitter

Enquanto alguns artistas brasileiros continuam mantendo o voto em segredo mesmo após grande pressão dos fãs, a repercussão internacional do movimento #EleNão está ficando cada vez maior. Após diversos músicos estrangeiros se posicionarem contra Bolsonaro, como Dua Lipa, Diplo e Dan Reynolds, agora foi a vez da cantora norte-americana Cher.

A artista retuitou hoje (dia 27), uma mensagem de seu site oficial no Brasil, pedindo o apoio de Cher à campanha contra o presidenciável Jair Bolsonaro. Em solidariedade aos fãs brasileiros, a estrela Pop apoiou a campanha. Confira a mensagem retuitada por Cher em sua conta oficial no Twitter:

“Triste que o Brasil está enfrentando seu próprio Trump. Um candidato homofóbico e racista está liderando as pesquisas. Significaria muito que todos nós pudéssemos compartilhar a hashtag #EleNão (#NotHim) para apoiar isto”.