Claudia Leitte prepara projeto empoderado: “Nossas fundações são corrompidas”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Depois do sucesso do projeto “Bandera Move”, Claudia Leitte se prepara para encantar o mundo com o EP “Sol a Sol”, que será lançado em todas as plataformas a partir das 20h desta quinta-feira (10).

Com canções que já são sucessos como ‘Rodou’ com a participação de Wesley Safadão e a contagiante ‘Desembaça’, a cantora mostrará pela primeira vez aos fãs ‘Mulherão’, ‘Afrontosa’ e ‘Desembaça (Vete de Mi Vida)’.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sobre a expectativa em cima do novo projeto após ser a cantora de axé mais ouvida do ano, a estrela confessou: “Nunca fiquei nessa noia, nunca tive essa paranoia de ter número 1… Minha expectativa é fazer show, botar tudo isso ao vivo… eu gravei tudo imaginando o pessoal dançando“.

Mesmo ciente de que pode demorar a voltar, a artista não esconde a saudade dos palcos: “A expectativa em sair em turnê é grande, eu preciso muito daquela energia do show. Estamos esperando a hora da cancela abrir pra gente passar com tudo“.

A gente tinha algumas expectativas de fazer shows. A gente se planejou nas expectativas de fazer shows, eu sou cantora de ao vivo’. Eu tava com meu Carnaval pronto, a temática do carnaval. Mas aí tudo mudou“, revelou.

 (Crédito: Divulgação)

Claudia Leitte ainda revelou que os lyric videos do “Sol a Sol” terão uma conexão entre si, já que todos falam de mulher, de força e de autoestima: “Eu já venho fazendo isso há muito tempo, desde a época do Babado Novo, e tô consciente que isso é uma linguagem minha“.

A cantora ainda revelou qual sua intenção em lançar um álbum em plena pandemia: “Eu espero levar alegria para a casa das pessoas, que elas se sintam fazendo Carnaval, o Carnaval está dentro da gente“.

Sobre o poder de redes sociais – como o Tik Tok – nesses tempos, a musa disse: “Me senti muito próxima do meu público, mesmo que distantes. Minha expectativa é fazer as pessoa felizes, não importam quantas pessoas. Eu sempre gostei de servir alegria com a música“.

 (Crédito: Divulgação)

Ela ainda falou sobre a inspiração para o conceito do álbum: “As histórias vieram de pessoas diferentes e se complementaram totalmente. O álbum é muito simples, é um álbum de axé, pra dançar e se divertir. Eu entendo a minha identidade e meu lugar, eu sou uma pessoa alegre, minha alegria não vem da circunstância, ela vem do alto“.

Eu tenho minhas dores e meus lutos como qualquer ser humano, estamos vivendo um momento difícil. Eu acho que meus fãs mereciam que isso transbordasse de mim, qualquer artifício pra chegar neles. Eles merecem esse carinho e esse calor“, completou.

VEJA TAMBÉM: Ruiva, Katy Perry lança vídeo de “Champagne Problems” para projeto visual

No álbum, a música ‘Mulherão’ é um dos maiores destaques, tanto que a mãe e as tias da cantora estão representadas na animação do lyric. Pensando nisso, Cláudia Leitte contou sobre sua concepção de “mulherão”.

Meu marido me inspira muito como mulher, nos momentos mais difíceis ele está do meu lado como meu parceiro. Mas ele não é a razão da minha vida. Tenho ouvido relatos que são muito difíceis“, confessou.

E continuou: “Assusta se colocar dentro daquelas realidades. E isso vem muito das nossas raízes como mulher. Uma mulher não é educada pra ser diretora financeira, ela não é posicionada dentro de uma empresa ou indústria com salário equiparado ao homem. As nossas fundações já são corrompidas, é muito importante a gente se sensibilizar de fato“.

Sou livre, sou uma mulher livre, isso tá muito claro e consciente na minha vida, sou amor da minha própria vida“, disse.

 (Crédito: Divulgação)

Ela também falou sobre a responsabilidade de fazer bons trabalhos durante a pandemia e ainda assim manter todos seguros: “Por mais que a gente se prepare, a gente não tem controle de nada. É muita responsabilidade coletiva, eu comparo com dirigir um carro“.

Você não dirige só pra você. Eu acho que quando a gente faz isso, a gente cuida de si e quem está do lado de fora. A gente tem que aprender algumas coisas a respeito dessa nova situação que estamos vivendo e ao mesmo tempo temos que botar em prática o amor ao próximo“, refletiu.

Claudia Leitte e Wesley Safadão gravaram o clipe de ‘Rodou’ a distância, com equipe reduzida e mesmo assim o resultado ficou espetacular. Sobre isso, ela revelou: “Eu queria um parceiro nessa música para cantar essa história… para rolar uma identificação e rolar um suporte. Imediatamente eu vi Safadão“.

A divisão rítmica dele é muito parecida com a minha. Tudo foi acontecendo. Ele me trouxe essa sensação de ao vivo, a vibe do palco de volta. Até hoje eu acredito que encontrei ele e foi muito legal“, disse.

“Sol a Sol” veio para nos aquecer ao som de boa música, de uma melodia que te acaricia e conforta. “[As influências são do] axé, a gente pegou umas coisas lá dos primórdios, como ‘Fricote’. Eu acredito muito que a musica da Bahia é sem igual no mundo, ela tem um poder de conectar as pessoas“.

Essa é a grande missão da musica“, declarou a loira. Dentre as surpresas que nos aguardam esta era, estão uma parceria entre Claudia Leitte e Dadá Boladão, além da versão em espanhol de ‘Desembaça’.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio