Morreu no fim da noite desta sexta-feira (21), a cantora carioca Claudia Telles, após complicações cardiorrespiratórias. Cláudia é autora de sucessos como “Fim de Tarde” (Mauro Motta e Robson Jorge) e “Eu Preciso te Esquecer”. A cantora estava internada desde o último dia 16 de janeiro no CTI do hospital Ronaldo Gazzola, em Acari, no Rio de Janeiro.

Bruno Telles, filho da cantora deu uma entrevista ao jornal “O Dia” onde disse: “Gostaria de agradecer a cada um de vocês que acompanhou, torceu, orou, rezou, pela melhora dela. Cada um dos fãs que fizeram a carreira dela, a vida dela ser do jeito que foi. Ela tinha um carinho imenso por cada um de vocês”.

VEJA TAMBÉM: As fantasias das cantoras inspiradas em desenhos

Claudia Telles nasceu no Rio de Janeiro em 26 de agosto de 1957. A música sempre esteve presente na vida da carioca. Seu pai era o violinista e compositor Candinho, e sua mãe foi uma das precursoras da bossa nova, a cantora Sylvia Telles, que morreu quando Claudia tinha apenas 9 anos.

Ela iniciou sua carreira na adolescência fazendo backing vocals para artistas como The Fevers, Roberto Carlos, Gilberto Gil e José Augusto. Ela só iniciou seu protagonismo quando entrou no Trio Esperança, ganhando experiência de palco. Em 1976, Claudia gravou o hit Fim de Tarde e caia nas graças do público. A música foi regravada e também fez muito sucesso com os grupos Fat Family e Sampa Crew. Claudia Telles gravou dez álbuns e seis compactos ao longo da carreira.