Com Alzheimer, Tony Bennett lembra nome de Lady Gaga e a emociona

O cantor está com 95 anos, e está se despedindo dos palcos com este trabalho

Publicado em 04/10/2021 13:26
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O segundo álbum de jazz de Tony Bennet e Lady Gaga, “Love For Sale“, já está entre nós e sendo um verdadeiro sucesso. Sendo assim, para ajudar na divulgação, a cantora concedeu uma entrevista ao “60 Minutes”, exibido pela CBS desde 1968.

Durante o bate-papo, a cantora falou sobre seu parceiro no álbum que está enfrentando o Alzheimer. Sendo assim, o cantor que está também com 95 anos, está fazendo esse trabalho como sua despedida.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Foto: Divulgação

Além disso, a cantora relembrou o momento em que eles subiram ao palco do Radio City Music Hall, em Nova York, e quando Bennet entrou, ele abriu um sorriso e falou “Lady Gaga”. Isso foi incrível, já que nos ensaios ele não conseguia lembrar o nome da artista.

Eu quero que as pessoas saibam que, se tem alguém que você ama com Alzheimer, há uma maneira de se comunicar e tocar uma magia no coração que ainda está lá. E eu acho que caba a nós questionar por qual maneiras podemos incentivar esse sentimentos que podemos nos comunicar melhor com eles. Se eles receberam com amor, é porque ainda está lá“, disse Lady Gaga.

“Love For Sale”: Álbum de Lady Gaga e Tony Bennett está elegível ao Grammy?

Lady Gaga e Tony Bennett lançaram seu novo álbum de jazz em 1º de outubro, um dia após o fim do período de elegibilidade do Grammy 2022. Mesmo assim, “Love For Sale” poderá concorrer à premiação graças a um “detalhe técnico”. A informação foi confirmada pela Billboard.

É que embora tenha sido lançado dia 1º de outubro em CD e formato digital, “Love For Sale” foi disponibilizado em fita cassete em 30 de setembro – último dia do período de elegibilidade do Grammy 2022. Com isso, o álbum poderá concorrer na edição do ano que vem.

Ouça “Love For Sale”:

Lady Gaga diz que “deveria ser” Amy Winehouse cantando com Tony Bennett

Após o aclamado “Cheek to Cheek”, Lady Gaga e Tony Bennett se uniram em um segundo álbum de jazz, o “Love For Sale”, que chegou na última sexta-feira (1º). A cantora, no entanto, acredita que a história da parceria seria diferente se Amy Winehouse estivesse viva.

Gaga acredita que se Amy estivesse viva, seria a cantora britânica quem estaria gravando álbuns de jazz com Tony Bennett, em vez dela.

“Eu penso bastante nela quando estou cantando com Tony Bennett. Eu acho que deveria ser ela. Acho que, se ela estivesse aqui, seria ela com ele, sabe?”, disse a cantora em entrevista a Zane Lowe na Apple Music.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio