Tom Jobim
O compositor, cantor e instrumentista carioca Tom Jobim (FOTO: Reprodução)

Nesta quinta-feira, dia 29 de outubro, o “Viva! Festival Sesc de Cultura Virtual 2020” chega à última edição do mês. O projeto, criado para apoiar a classe artística, tão afetada pelo distanciamento social provocado pela pandemia do novo coronavírus, teve início em setembro, sempre com apresentações online, transmitidas pelo Youtube do Sesc em Minas. Nesta edição, serão três atrações: o Duo Instrumentalis em Recital, com a flautista Militza Franco e o pianista Maurício Veloso; o ator Rafael Bacelar, com a peça ‘Desmontagem’; e Ana Cristina, que canta Tom Jobim.

O Viva! é transmitido sempre às 20h, no Youtube do Sesc em Minas e nas redes sociais dos artistas. O festival, que vai até novembro, busca promover o encontro de linguagens e gerações por meio de apresentações e performances inéditas, valorizando todo o poder da cultura para trazer vida, principalmente no momento que vivemos.

VEJA TAMBÉM: As fotos secretas do último aniversário de Freddie Mercury antes da morte

Detalhes das apresentações dos artistas:

Duo Instrumentalis’ – Com a flautista Militza Franco e o pianista Maurício Veloso

A apresentação homenageia Beethoven e os 250 anos de seu nascimento, com a execução da Sonata ‘Primavera’, uma de das composições mais conhecidas do compositor alemão. Também será executado o ‘Concerto para Quinteto’, do compositor argentino Astor Piazzolla. O programa traz um diálogo entre compositores e obras de períodos históricos distintos, propostas estéticas contrastantes e diferentes dimensões, apoiado na simbiose entre flauta e piano.

‘Desmontagem’ – Rafael Bacelar

Uma visita aos trabalhos mais recentes da trajetória do ator, diretor e performer Rafael Bacelar a partir de referências ligadas à tecnologia drag e aos elementos de composição dos recentes espetáculos que atuou, como ‘Ser – experimento para tempos sombrios’, ‘Nossa Senhora’ e ‘Preto’.  Nesta adaptação, o performer passará por etapas do processo de “montação” enquanto percorre os textos das peças e aciona no corpo a memória sobre a dança vibrante presente em seu trabalho. Esta obra conta com a colaboração do dramaturgo e diretor Marcio Abreu.

‘Ana canta Jobim’ – Ana Cristina e Clóvis Aguiar

O espetáculo teve longa temporada, desde 1990 até 2008, em casas de shows e teatros de Minas e Paraná. A dupla passeia por clássicos de Tom Jobim, como ‘A Felicidade’, ‘Chovendo na Roseira’, ‘Inútil Paisagem’, ‘Amor em Paz’, entre outras. Canções totalmente autorais e parcerias com Chico Buarque, Vinicius de Moraes e Newton Mendonça.