Com “Lover”, Taylor Swift faz história na Billboard 200

O álbum completou 100 semanas no ranking

Publicado em 26/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Taylor Swift é, sem dúvidas, uma das maiores cantoras da atualidade. Prova disso é que ela emplacou 3 álbuns no topo das paradas em menos de um ano: “folklore“, “evermore” e “Fearless (Taylor’s Version)”. No entanto, neste domingo (25 de julho), a artista conquistou um recorde com outro projeto, o disco “Lover”.

Em nova atualização da Billboard 200, “Lover” completou 100 semanas no ranking. Com isso, Taylor Swift se consagra como a única artista na história a ter 7 álbuns passaram, pelo menos, cem semanas na principal parada de álbuns dos EUA.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Taylor Swift” (2006): 275 semanas

“Fearless” (2008): 262 semanas

“Speak Now” (2010): 139 semanas

“Red” (2012): 170 semanas

“1984” (2014): 344 semanas

“Reputation” (2017): 148 semanas

“Lover” (2019): 100 semanas

Além disso, vale lembrar que, na atualização desta semana, o álbum “Folklore” completou um ano na parada da Billboard – o disco não deixou o ranking desde que foi lançado. Isso significa que Taylor pode abrir uma vantagem maior.

Ouça “Lover”:

Taylor Swift lidera lista de artistas mais bem pagos nos EUA

Taylor Swift ocupa o primeiro lugar na lista “Money Makers”, da Billboard, que traz os artistas musicais mais bem pagos dos Estados Unidos em 2020. Esse é o quinto ano não consecutivo que a voz de ‘cardigan’ lidera o ranking.

Pela primeira vez na história dos “Money Makers”, as receitas dos shows não determinaram o lugar nº 1 na lista e, por conta da pandemia, tiveram pouca influência sobre a classificação em geral. Inclusive, de acordo com o ranking, Taylor não lucrou nada com turnês.

(FOTO: Reprodução)

VEJA TAMBÉM: Saiba como você pode aparecer no próximo vídeo do BTS!

Swift ocupa o primeiro lugar quase exclusivamente nas receitas obtidas com as gravações de seus dois álbuns no ano passado, “folklore” e “evermore”. Por ser dona das fitas master de ambos os discos, ela recebe um valor maior pelas vendas e reproduções no Spotify e outros serviços de streaming. Com isso, a Billboard estima que, em 2020, ela tenha levado para casa 23.8 milhões de dólares (cerca de R$ 125 milhões).

Ela também liderou as listas nos anos de 2011 ($35.7 milhões de dólares), 2013 (39.6 milhões de dólares), 2015 (73.5 milhões de dólares) e 2018 (99.6 milhões de dólares).

Confira os destaques do ranking de 2020:

1. Taylor Swift: $23.8 milhões

2. Post Malone: $23.2M

3. Céline Dion: $17.5M

4. Eagles: $16.3M

5. Billie Eilish: $14.7M

6. Drake: $14.2M

7. Queen: $13.2M

8. The Beatles: $12.9M

9. YoungBoy Never Broke Again: $11.9M

10. Lil Baby: $11.7M

11. The Weeknd: $10.4M

12. Aventura: $10.2M

13. AC/DC: $10.1M

14. Eminem: $9.7M

15. Lil Uzi Vert: $9.5M

16. Luke Combs: $9.2M

17. DaBaby: $9.1M

18. Metallica: $9M

19. BTS: $8.9M

20. Pink Floyd: $8.8M

21. Bad Bunny: $8.4M

22. Future: $8.2M

23. Ariana Grande: $7.5M

24. Roddy Ricch: $7.4M

25. Rod Wave: $7.37M

30. Kanye West: $6.3M

31. Justin Bieber: $6.22M

34. The Rolling Stones: $5.96M

35. Travis Scott: $5.82M

36. Ed Sheeran: 5.66M

37. Halsey: 5.55M

38. Harry Styles: 5.51M

40. Aerosmith: $5.35M

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio