anitta
A cantora fluminense Anitta (FOTO: Reprodução)

Anitta tornou oficial nesta quinta (1º de agosto) sua mais nova parceria com o empresário norte-americano Brandon Silverstein, fundador da S10 Entertainment. Agora, o manager e sua empresa ficarão encarregados de gerenciar a carreira da brasileira a nível internacional.

“Posso dizer que preparei perfeitamente minha equipe de amigos fiéis, escudeiros e competentes para cuidarem de mim, como se fosse eu mesma, para que eu possa ter um pouco mais de tempo para mim. Depois de muita busca, encontrei a versão gringa da minha cabeça. Na verdade, da mistura entre a minha cabeça e a do meu irmão, que sempre fez a balança perfeita para minhas loucuras”, escreveu a funkeira no Instagram.

Vale ressaltar que por mais que Anitta seja conhecida por muita gente nos EUA, ainda falta muito para a brasileira desbravar no território norte-americano. O mercado dos EUA é o mais concorrido do mundo e ela ainda não chegou a emplacar nenhum sucesso absoluto por lá. Mesmo com as parcerias com Iggy Azalea, Major Lazer, Rita Ora, J Balvin e Madonna, o nome da brasileira ainda não chegou a figurar na Hot 100 da Billboard por lá. A parada é o principal ranking de singles dos Estados Unidos destacando as cem músicas mais bem sucedidas semanalmente em número de execuções nas rádios e audiência em streaming.

Mas agora Anitta conta com uma carta na manga. O escritório da S10 (empresa do seu novo manager) tem sedes em Los Angeles e em Nova York. A empresa tem grande conhecimento do mercado musical norte-americano agenciando a cantora Normani. Com a mãozinha do empresário, a ex-Fifth Harmony, vale lembrar, conseguiu abrir a turnê de Ariana Grande na América do Norte, algo estratégico para consolidar o nome dela junto ao público. Normani, vale ressaltar, está em franca ascensão na carreira solo tendo emplacado dois grandes hits nos EUA: “Love Lies”, parceria com Khalid que alcançou a 9ª posição no Hot 100 e “Dancing With a Stranger”, colaboração com Sam Smith que chegou à 7ª posição na mesma parada.

A Shots Studios, empresa que cuidava de Anitta internacionalmente, tinha mais expertise em lidar com “influenciadores” do que com músicos. Anitta, aliás, chegou a ser indicada a premiações internacionais na categorria Social Star enquanto era empresariada por eles. A parceria com a S10 deve colocá-la mais próximas de parcerias, prêmios e artistas mais voltados à indústria da música.

VEJA TAMBÉM: Namorada de Ludmilla chora de ciúmes por causa de novo clipe da funkeira

Proximidade com Jay Z

Outro detalhe interessante é que desde março do ano passado, a S10 Entertainment passou a ser parceira da Roc Nation, empresa fundada por ninguém menos que Jay Z ao lado de Jay Brown. As duas empresas atuam juntas, proporcionando oportunidades para os clientes da S10. No ano de 2015, quando a Roc Nation concluiu parceria similar com outra empresa chamada Philymack, seus empresariados Nick Jonas e Demi Lovato alcançaram grandes espaços na indústria. Demi Lovato conseguiu a capa da Vanity Fair e viu “Sorry Not Sorry” se tornar seu maior sucesso Billboard Hot 100. Já Nick Jonas, por sua vez, conseguiu se apresentar em todos eventos e premiações de visibilidade nos Estados Unidos. Alguém já pensou em Anitta sendo apadrinhada por Jay Z?

Abertura para novas parcerias

Na época em que era agenciada pela Shots Studios, Anitta gravou músicas com Alesso (cliente da empresa) e foi técnica no “La Voz… México” com Lele Pons (outra agenciada). Na S10, ela ganha como colegas de empresa os cantores Normani e Jacob Banks – que já aparecem como potenciais parceiros para a brasileira. Por causa da proximidade com a Roc Nation, o leque de colaborações potenciais da cantora aumenta e inclui DJ Khaled (com quem ela já tem gravou), Big Sean, Stargate, Robin Thicke, Shakira, Rihanna e Mariah Carey, um dos maiores ídolos de Anitta. Todos estes são agenciados pela Roc Nation.