Como Michael Jackson cantou com Drake quase 10 anos após sua morte?

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Michael Jackson está morto há muitos anos, mas em 2018 ele participou de uma música do rapper canadense Drake, mas como eles colaboraram?

O eterno rei do pop lançou dez álbuns em sua carreira, começando quando ele tinha apenas 14 anos de idade. Ele cantou e dançou com seus irmãos por muitos anos antes disso. Entretanto, como um artista solo, seu estrelato foi verdadeiramente cimentado com o álbum “Thriller” de 1982. Em 2018, o rapper Drake lançou uma colaboração com a estrela.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

VEJA MAIS: Empresário se arrepende de festa na casa de Elba Ramalho: “Pedi desculpas”

Após a morte de Michael, houve vários lançamentos póstumos de música que foram feitas no início de sua carreira. Seu primeiro álbum póstumo se chama “Michael”, lançado em 2010, e inclui novas canções gravadas antes de sua morte que nunca foram lançadas. Uma delas foi “Hold My Hand”, com o cantor Akon.

Mais tarde, em 2014, outro álbum foi lançado, chamado “Xscape”, que incluía faixas inéditas gravadas entre 1980 e 1999, mas retrabalhadas por grandes produtores como Timbaland.

Uma delas foi a música “Love Never Felt So Good”, lançada como o single principal desse álbum, que teve várias versões.

A primeira versão era apenas Michael cantando, mas a outra incluía um dueto que foi criado após a morte de Michael entre o cantor e Justin Timberlake.

As maravilhas da tecnologia nunca cessam, já que agora Drake e Michael colaboraram, com a música “Don’t Matter to Me” sendo lançada em 2018, quase dez anos após a morte de Michael.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio