mick jagger
O cantor e compositor britânico Mick Jagger da banda Rolling Stones (FOTO: Reprodução)

Sympathy for the Devil“, é um clássico dos Rolling Stones. Em uma entrevista, em 1995 Mick Jagger citou dois autores que são conhecidos por escrever sobre o Diabo, como conta o Cheatsheet. Entretanto, as origens da música são muito filosóficas. 

Acredito que isso foi tirado de uma ideia antiga de [Charles] Baudelaire, acho, mas posso estar errado. Às vezes, quando olho meus livros de Baudelaire, não consigo vê-lo em qual está. Mas foi uma ideia que tive da escrita francesa. E eu peguei algumas linhas e expandi-a. Eu escrevi como uma música de Bob Dylan“, contou Jagger em entrevista.

LEIA TAMBÉM: Neta de Elvis Presley faz tatuagem em homenagem ao irmão falecido

Baudelaire foi um autor francês que escreveu um poema chamado “The Generous Gambler” (O jogador generoso, em tradução livre), que traz o Diabo, como personagem. No livro, Beggars Banquet and the Rolling Stones’ Rock and Roll Revolution, é explicado que Jagger usou este poema como uma inspiração para a música.

De acordo com o mesmo livro, o autor francês não foi o único escritor a influenciar o single. Mikhail Bulgakov, outro autor famoso que escreveu sobre o diabo, famoso pelo romance The Master and Margarita (“O Mestre e Margarita”), que apresenta Satanás visitando a União Soviética, também foi base para a composição da canção. 

Segundo o Cheatsheet conta, Marianne Faithfull deu a Mick Jagger uma cópia de The Master and Margarita em 1966. Na época, o romance só havia sido publicado em inglês recentemente. 

Ouça “Sympathy for the Devil”: