O astro goiano Gusttavo Lima (FOTO: Reprodução)

Ainda aos 22 anos, Gusttavo Lima achou esquisito quando ouviu pela primeira vez o refrão que se transformaria no seu primeiro hit de platina. Com 13 anos de carreira naquela época, o músico tinha vontade de músicas com letras mais sofisticadas e melódicas. Acabou recebendo um “tche tcherere tche tchê”.

O músico mineiro explodiu internacionalmente com a música “Balada (Tchê Tchê Rere)” em 2012. Numa entrevista ao site “G1“, o compositor do hit que na verdade era um bancário baiano, Cássio Sampaio, contou que lucrou nada menos que R$ 5 milhões com os direitos autorais da canção. “Tchê Tchê Rere” foi composta há 10 anos e explodiu em algumas paradas internacionais. O hit chegou ao 3° lugar na Alemanha e ficou em 1° na Suíça, na Holanda, na Bélgica e na Itália.

LEIA TAMBÉM: Gusttavo Lima faz crianças chorarem ao ouvirem seu nome; vejam os vídeos

O então bancário disse que o dinheiro dos direitos autorais mudou a sua vida. “Eu tive a cabeça no lugar, né? Hoje eu sou empresário, tenho fábrica de cama, de produtos químicos. ‘Balada’ me deu uma condição muito boa. Ganhei mais de R$ 5 milhões. Assim, mas não chegou a 10 ainda não, mas essa faixa, 6 milhões, alguma coisa assim.

O autor da faixa Cássio afirmou que 8 anos depois do sucesso da canção, ele ainda continua lucrando: “Rapaz, de vez em quando cai, viu? Acontecem umas surpresas boas, né? Eu quando viajei, escutei em Miami… Amigos estão sempre gravando nas boates, na Ucrânia, Suíça, Holanda, aí mandam pra mim. Ainda vem um direito autoral muito bom. Às vezes, mas não é como 2012, 2013, 2014, que era avassalador.

O músico contou que processou Gusttavo Lima na Justiça porque em nenhum momento o cantor lhe mencionou como compositor da faixa. Cássio revelou que ficou magoado por acabar conhecendo Gusttavo Lima somente numa disputa nos tribunais: “Eu o conheci em uma situação ruim, na frente de um juiz, e isso não é bom pra ninguém. O único elo é ‘Balada’ mesmo. Porque poderia ser diferente, mas a falta de humildade dele… Mas, enfim, não está aqui pra se defender então deixa ele lá“.