gusttavo lima
O cantor mineiro Gusttavo Lima (FOTO: Reprodução)

O Conselho Nacional de Auto Regulamentação para publicidade (CONAR) vem sofrendo fortes acusações, após o campo da publicidade questionar a influência do Grupo Globo de Comunicação sobre a organização. Eles dizem que o órgão faz o que a emissora manda. Assim foi, com a live do sertanejo Gusttavo Lima.

Na última quarta-feira (15), o Conar abriu uma representação ética contra a última live do Gusttavo Lima devido ao consumo excessivo de bebida alcoólica.

VEJA TAMBÉM: Pabllo Vittar cai no palco e tem atitude surpreendente; veja vídeo!

A discussão levantada veio à tona, após a organização não fazer a mesma representação ética com a live do Bruno e Marrone que também teve excesso de bebida alcoólica. O problema seria com o álcool ou com Gusttavo?

Em outro momento, a lealdade do Conar foi questionada. Depois de 10 anos no ar, em 2018, a empresa Dolly foi proibida de ir ao ar, pelo simples fato das crianças cantarem a marca do refrigerante no comercial.