halsey
A cantora norte-americana Halsey (FOTO: Reprodução)

Assim como grande parte das artistas pop norte-americanas, Halsey é publicamente contrária à política de Donald Trump e por isso, resolveu ter uma conversa honesta com o ex-candidato à presidência Bernie Sanders.

Com as eleições se aproximando e insatisfeita com o caminho que o (desastroso) debate entre Trump e Joe Biden tomou, ela contatou o partido democrata para discutir assuntos importantes.

Vindo de uma família pobre e considerando que 1% dos cidadãos dos EUA detêm a mesma riqueza que os 92% menos favorecidos, ela disse: “Agora, como adulta, com 26 anos de idade, eu sou parte do 1%. Ter essa mudança de perspectiva, dada a habilidade de ver as coisas dos dois lados, há uma coisa que eu sei que é fato”.

“Para mim pessoalmente, não há quantia de dinheiro que eu imagine que faça valer contribuir pessoalmente para a alienação, a privação de direitos de milhões — centenas de milhões de pessoas através deste país — e é por isso que, ainda que esteja no 1%, eu apoio que os ricos paguem mais impostos”.

VEJA TAMBÉM: Segundo Ozzy Osbourne, Trump está agindo como idiota durante a pandemia

E continuou: “Eu acredito que as pessoas que se opõem a isso são motivadas pela ganância”.

No fim do mês passado, foi divulgado que Donald Trump pagou apenas US$750 em impostos federais no ano em que ganhou a presidência e mais US$750 em seu primeiro ano na Casa Branca.

Antes disso, o presidente havia evitado o pagamento de quaisquer impostos federais em 10 dos 15 anos anteriores.

“O que precisamos fazer é dizer às pessoas que estão no topo: desculpe, temos gente, meio milhão de pessoas sem-teto, temos crianças que estão com fome, vocês não vão ter bilhões e bilhões e bilhões enquanto tantos as pessoas sofrerem”.

Após todo pensamento, Halsey concluiu: “Precisamos erradicar os bilionários. É um conceito absolutamente absurdo”.