now united
O grupo multi étnico e cultural Now United (FOTO: Reprodução)

Simon Fuller, empresário de 60 anos, criou o Now United do zero. A empresa dele que selecionou integrantes, compositores, produtores, coreógrafos.

Durante um bate-papo com Exame, o criador do grupo afirmou que nas turnês do Now United, o Brasil é prioridade: “Em primeiro lugar, e mais importante, o Brasil valoriza o poder das artes e celebra a alegria da música e da dança mais do que qualquer outro país do mundo. O relacionamento com o Now United foi imediatamente especial. Tivemos a sorte de visitar o Brasil bem no início da jornada do Now United.”

A conexão foi imediata e poderosa. Esse sucesso inicial foi reconhecido por um de nossos patrocinadores importantes, a Unilever. Eles ficaram entusiasmados com os primeiros resultados e nos convidaram para promover sua marca Rexona. Isso nos permitiu voltar ao Brasil várias vezes, aparecer em muitos programas de TV e construir um relacionamento significativo e profundo com nossos fãs apaixonados e de rápido crescimento.”, completou Simon.

VEJA MAIS: Só de cueca! Leonardo relembra o dia em que foi socorrido por Xororó

Para felicidade dos fãs do grupo, Simon deixou claro que assim que acabar a pandemia do novo coronavírus, eles retornarão ao Brasil: “Tivemos orgulho de realizar nossos primeiros shows ao vivo no Brasil, nossa relação com o país é significativa e profunda. Assim que a pandemia permitir, retornaremos imediatamente ao Brasil, é nosso foco e prioridade número 1. Mal podemos esperar para finalmente apresentar as datas que tivemos que adiar no início deste ano.